13 de Novembro de 2019

Desiguais – Opinião de Carlos Ferreira

" Apesar de mais de 4,5 mil milhões de euros de fundos comunitários - que dariam para construir 214 vezes o bloco C do Hospital da Horta, fazer 128 obras de ampliação do aeroporto da Horta ao valor de 35 milhões de euros cada uma, ou pagar durante 128 anos a renda das SCUT ao preço de 35 milhões de euros previsto para 2020 – as desigualdades sociais continuam a aumentar na nossa região. "
8 de Novembro de 2019

Medo das negociações da PAC – Opinião de António Almeida

«Os Açores, sem deputados da Região no Parlamento Europeu, e com a obrigação emanada pela Comissão Europeia na elaboração do Plano Estratégico Nacional da Política Agrícola Comum, não podem demitir-se, nem o Governo dos Açores pode aceitar que as decisões relativas à elaboração da política agrícola nos Açores sejam assunto do Governo da República na sua responsabilidade de representação do Estado Membro na União Europeia.»
29 de Outubro de 2019

Os Óscares da Lavoura – Opinião de António Almeida

«Só faltou mesmo entregar o Óscar de “Como Estragar Um Debate” a Vasco Cordeiro e o Óscar de “Como Chorar Sobre o Leite Derramado” a João Ponte.»
24 de Outubro de 2019

Porto da Horta. Estudo arrancado a ferros! – Opinião de Luís Garcia

«A mim conforta-me a consciência tranquila de sempre ter defendido um estudo às atuais condições de agitação marítima no nosso porto. Afinal era e é uma questão de bom senso. Característica que cada vez mais escasseia nesta governação. Devido a esta incompreensível teimosia o investimento no porto da Horta foi adiado, pelo menos, duas legislaturas! Será que era esse o objetivo?»
4 de Setembro de 2019

Com papas e bolos… – Opinião de António Almeida

«Para reduzir os rateios a Secretaria da Agricultura resolveu baixar as ajudas unitárias aos agricultores em diversas fileiras e assim fazer de conta que, com o mesmo montante total distribui dinheiro por mais agricultores»
3 de Setembro de 2019

Aeroporto da Horta: a política do entretenimento – Opinião de Carlos Ferreira

" No processo de renegociação do contrato de serviço aeroportuário celebrado entre o Estado e a ANA, concluído em janeiro de 2019, a ampliação do aeroporto da Horta não foi incluída, repetindo-se o erro de 2012, mas agora com outros protagonistas, precisamente aqueles que tanto criticaram os anteriores."
29 de Agosto de 2019

Termas do Varadouro: um exemplo de como se puxa o Faial para baixo – Opinião de Luís Garcia

"Hoje, para descanso de alguns, não escreverei sobre acessibilidades ou sobre o aeroporto (não porque infelizmente não existam razões para tal!) mas, em semana das Festas do Varadouro, decidi abordar a requalificação das Termas ali situadas. Quem se deslocar ao recinto principal onde decorrerão aquelas festas verificará, em mais um ano, o estado de abandono das Termas do Varadouro e não deixará de se interrogar sobre as razões desta triste realidade."
17 de Agosto de 2019

A execução do plano de 2018 – Opinião de Luís Garcia

"Há dias recebi no meu email o relatório anual de execução do plano regional de investimentos relativo ao ano de 2018. Naturalmente que fui verificar a taxa de execução global e a dos principais investimentos previstos para o Faial naquele ano e constatei, mais uma vez, dois factos. Em primeiro lugar, que o papel aceita tudo, pois a diferença entre aquilo que se escreveu naquele documento e aquilo que foi feito é enorme."
1 de Agosto de 2019

Porque é urgente construir a segunda fase da Variante – Opinião de Luís Garcia

«A estratégia eleitoral parece ser a de ir paulatinamente esvaziando as justas e antigas reivindicações desta Terra, empurrando-as para a frente e fugindo aos compromissos assumidos. Fizeram-no com a ampliação da pista do aeroporto remetendo-a para um Plano Nacional de Investimentos 2030 e agora querem fazer algo semelhante com a Variante prometendo-a para depois de 2021, e deixando-a dependente de um quadro de financiamento que ainda se desconhece.»
31 de Julho de 2019

Agricultor. Profissão sem férias – Opinião de António Almeida

« Estamos em tempo de férias. Quase toda a gente procura os meses de calor para usufruir de uns quantos dias de bem-estar, preferencialmente, e quando possível, fazendo uma viagem, mudando de ares para recuperar forças para um novo recomeço de trabalho. Por alguma razão as férias existem e são um direito. Então porque razão os agricultores, de forma especial os produtores de leite não têm férias? »
24 de Julho de 2019

Competir com os grandes e baratos – Opinião de António Almeida

«No caso dos Açores os produtos verdadeiramente certificados são em número muito reduzido, principalmente no caso dos lácteos e da carne de bovino, o que deixa a região numa posição frágil com o embate das importações dos países do Mercosul, principalmente se o fator preço for determinante.»
5 de Julho de 2019

Bluff – Opinião de João Bruto da Costa

«Apesar de todos saberem que a guerrilha entre Bloco de Esquerda e PS é teatro de dissimulada intenção, todos embarcam numa divergência a fingir, destinada a arranjar para um os votos à esquerda e para outro os votos ao centro.»
4 de Julho de 2019

Uma visita sem soluções e o Triângulo – Opinião de Luís Garcia

«A desorientação é de tal ordem que a Secretária dos Transportes afirmou na Comissão de Economia que vamos estar sempre dependentes da “boa vontade dos pilotos”. Como é possível que a mobilidade dos faialenses e dos picoenses, ou de quaisquer outros açorianos, possa estar dependente da boa vontade dos pilotos!?»
28 de Junho de 2019

Flores. Homem e Natureza têm que se entender – Opinião de António Almeida

«Em visita à ilha das Flores, uma ilha encantada pela paisagem e procurada por turistas muito especiais, pode facilmente reconhecer-se as vantagens, mas também os erros sucessivos nas políticas agrícolas, quase que, “obrigando” a produzir o que os agricultores não queriam.»
24 de Junho de 2019

Demo-quê? – Opinião de João Bruto da Costa

«Uma pessoa minimamente sã, de princípios e racionalidade, não pode compreender que, perante o desastre de 2019 que está a ser o início da operação de transportes nos Açores, não tenha já caído o governo.»