Parlamento Europeu. Paulo do Nascimento Cabral quer continuar bom trabalho da Missão Açores

O candidato da AD-Aliança Democrática às eleições europeias do próximo dia 9 de junho, Paulo do Nascimento Cabral, sublinhou o bom trabalho da Missão Açores no Parlamento Europeu”, garantindo que, sendo eleito, vai “continuar esse bom trabalho, e prosseguir na defesa dos interesses da Região”.

O social-democrata reuniu, na Terceira, com a coordenadora da Missão Açores no Parlamento Europeu, Cláudia Martins, frisando que aquela “foi uma ação fundamental para que os interesses e as reivindicações dos Açores continuassem vivas, que obteve grande sucesso em vários dossiers, envolvendo todos os eurodeputados do PSD nesse sentido”.

A Missão Açores no Parlamento Europeu foi criada pelo Grupo Parlamentar do PSD naquela instituição e pelo PSD/Açores, de modo a minimizar a ausência de um Eurodeputado dos Açores no Parlamento Europeu na legislatura que agora termina, sendo assegurada, desde o seu início, pela terceirense Cláudia Martins.

Na reunião, “fizemos um ponto de situação sobre o que ainda está em aberto, e também sobre assuntos concluídos, mas que serão reavaliados no mandato 2024-2029. No fundo, focamos várias áreas, desde logo os programas POSEI, bem como as derrogações existentes para as Regiões Ultraperiféricas, como os Açores, no âmbito do Pacto Ecológico Europeu, o que foi muito útil”, explicou.

Paulo do Nascimento Cabral considera que “é muito importante este trabalho de continuidade na defesa dos interesses dos Açores. Portugal, nas próximas eleições, apresenta uma enorme rotatividade nos seus deputados ao Parlamento Europeu”.

Assim, “serão muito poucos os deputados que transitam da anterior legislatura, mas é de sublinhar que os Açores tenham apresentado sempre uma estabilidade vincada na defesa dos seus interesses. Espero ser eleito no próximo dia 9 de junho, de modo a preencher este vazio dos últimos 5 anos, apesar do excelente trabalho da Cláudia Martins”, adiantou.

“Está de parabéns o PSD/Açores pelo sucesso da iniciativa, mas também a Cláudia Martins pela dedicação e empenho em prol dos Açores”, concluiu Paulo do Nascimento Cabral.