Paulo Moniz afirma como prioritário concurso público para cabos submarinos inter-ilhas

O cabeça-de-lista da Aliança Democrática (AD) pelos Açores, Paulo Moniz, afirma como prioritário o lançamento do concurso público para a substituição dos cabos submarinos de fibra ótica inter-ilhas, cujo período de vida útil terminou em junho de 2023.

“A AD compromete-se, como o tem feito no exercício do mandato na Assembleia da República, a diligenciar a resolução deste problema, porque de facto a interligação das ilhas através de cabos submarinos é absolutamente crucial para a vivência e economia como a conhecemos”, disse o candidato da coligação PSD/CDS-PP/PPM.

Em declarações aos jornalistas, no final de uma visita ao observatório Eastern North Atlantic, na ilha Graciosa, no nono dia da campanha para as eleições legislativas nacionais de 10 de março, o social-democrata entendeu ser “fundamental uma boa ligação aos cabos de fibra ótica para o seu desenvolvimento e concretização”.

O candidato da AD constatou tratar-se “de um projeto científico de maior relevância para a Graciosa, para os Açores e até no panorama científico internacional”.

Paulo Moniz responsabiliza o Governo da República do Partido Socialista pelo modo como o processo de substituição do cabo inter-ilhas está muito atrasado, atendendo a que atualmente “nem sequer se definiu ainda o grupo de trabalho que irá delinear o lançamento do seu concurso”.

O cabeça-de-lista da coligação PSD/CDS-PP/PPM salvaguardou, por fim, que “a AD, para além de assumir este compromisso como prioritário, continuará seguramente a olhar para a área da transição digital, da ciência e das novas tecnologias, como alavanca fundamental dos Açores e da matriz de desenvolvimento que defendemos”.