Terceira só tem a ganhar com um Governo de Bolieiro e da Coligação PSD/CDS/PPM

Os candidatos da Coligação PSD/CDS/PPM pela Terceira afirmaram esta quinta-feira que “a nossa ilha só tem a ganhar com um Governo liderado por José Manuel Bolieiro”, lembrando “todo o trabalho que foi feito nestes três anos e que foi interrompido por quem não aprovou o orçamento para 2024 – PS, BE, Iniciativa Liberal, PAN e Chega”.

Numa ação de campanha, “e de contacto com as pessoas, que nos têm dito isso mesmo”, o cabeça de lista António Ventura referiu que “há uma melhoria generalizada na vida dos açorianos e dos terceirenses, temos impostos mais baixos, melhoramos a mobilidade inter-ilhas com a Tarifa Açores, houve um aumento do Complemento Regional de Pensão, e do COMPAMID, a pensar nos mais velhos, que dispõe agora do Programa ‘Novos Idosos’, mas a pensar no futuro há também o ‘Nascer Mais’, exemplos de um trabalho que requer a continuidade desta mudança”.

“Mas também há maior apoio aos agricultores, sem rateios, e uma valorização do mar dos Açores, que levou ao aumento dos rendimentos dos nossos pescadores. Temos mais 3 mil utentes com médico de família na Terceira, ilha onde os doentes já podem ter acesso à Radioterapia, que o Governo da Coligação abriu, depois de anos de inação socialista”, frisou Ventura.

O cabeça de lista da Coligação destacou igualmente que “há mais crianças beneficiárias de creche gratuita, mais vagas protocoladas nas creches, e uma descida significativa dos beneficiários do RSI uma nova realidade, e ainda atingimos um número histórico de população empregada nos Açores, com mais 8 mil empregados que em 2019”.

“Isso deveu-se às iniciativas do Governo de Coligação PSD/CDS/PPM”, garante o candidato.

“É importante para a Terceira e para os Açores dar continuidade a estes bons resultados”, apela António Ventura, porquanto “só assim se vai ter em prática o muito que foi bem feito em três anos de Governação, e em dois anos e meio de orçamento próprio pela Coligação PSD/CDS/PPM. É preciso tempo para continuar este novo paradigma”, disse.

“Não podemos acreditar num PS que foi contra a Tarifa Açores, que não quis a progressão das carreiras gerais ou a gratuitidade de creches, que não queria a valorização da carreira dos professores, dos enfermeiros ou dos TSDT, que votou contra o aumento do apoio à compra de medicamentos, o COMPAMID, votou contra o aumento do cheque pequenino, e queria manter os rateios agrícolas. Precisamos de estabilidade e de confiança, para prosseguir as políticas públicas que transformaram a nossa economia e as nossas pessoas”, adiantou Ventura.

“Na Terceira, temos mais dormidas, mais hóspedes e mais proveitos no Turismo. E vamos concretizar os investimentos no Porto da Praia da Vitória, a ampliação da Aerogare Civil das Lajes e a repavimentação e iluminação na Via Vitorino Nemésio”, assumiu.

“Para que tal aconteça é preciso que votem, e que se mobilizem em torno de confirmar a continuidade da mudança que está a acontecer nos Açores, com a Coligação PSD/CDS/PPM. Precisamos de uma grande vitória, para garantir estabilidade governativa no próximo mandato”, concluiu António Ventura.