Skip to main content

O deputado do PSD/Açores Luís Soares considerou hoje que o Governo da Coligação (PSD, CDS-PP e PPM) “corrigiu os erros da governação socialista no Porto da Praia da Vitória, de forma a evitar a perda de fundos comunitários, pois todos os projetos e concursos públicos lançados pelo PS nas vésperas das eleições de 2020 tiveram de ser revistos ou renegociados”.

O social-democrata sublinha que houve “uma clara motivação eleitoralista por trás desses lançamentos de concursos públicos, no fundo semelhante à que fez agora Vasco Cordeiro visitar o Porto da Praia da Vitória, o mesmo que foi deixado ao abandono durante largos anos pelas sucessivas governações de que fez parte”.

Luís Soares recorda que, “quando este Governo iniciou funções, deparou-se com uma série de projetos subfinanciados ou inadequados do ponto de vista técnico, que haviam sido deixados pela anterior governação para o Porto da Praia da Vitória, coisa que o Dr. Vasco Cordeiro esqueceu na recente visita, em que redescobriu, literalmente, a existência daquela infraestrutura portuária”.

“Hoje, o trabalho do Governo da Coligação no Porto da Praia da Vitória é um bom exemplo da aplicação de fundos comunitários em prol do desenvolvimento da região, e em contraste com o que os governos do PS não souberam aproveitar”, adianta.

O deputado do PSD/Açores refere então que, “sobre aproveitamento de fundos comunitários, o Governo dos Açores já anunciou um investimento significativo de 30 milhões de euros no Porto da Praia da Vitória, visando ampliar o cais para mais 350 metros que os atuais 300 metros de comprimento, aumentando substancialmente a capacidade de atracagem para navios de carga e passageiros, e assegurando a separação entre o transporte de carga e de passageiros”.

“Estamos a falar de uma ampliação, cuja nova infraestrutura, com uma profundidade de cerca de 12 metros, vai proporcionar uma oferta de 700 metros para acomodar embarcações, afirmando o Porto da Praia no contexto regional, que é aliás o que está patente no recente estudo sobre o transporte marítimo de mercadorias da Região”, explica o parlamentar.

“Mas também lembro ao líder do PS/Açores e aos seus deputados que o atual Governo Regional já concluiu e inaugurou a requalificação das oficinas, do armazém e do edifício das operações portuárias, num investimento de 2,5 milhões de euros, cujas condições de trabalho falarão por si”.

“Essa intervenção permitiu avançar com um concurso público para a concessão do serviço de reparação naval, atraindo investimento privado para o Porto da Praia da Praia da Vitória, para além do investimento significativo – mais de 9 milhões de euros – no reforço das operações portuárias, da empreitada do parque de invernagem, no valor de 2,2 milhões de euros, a que acrescem 1,3 milhões de euros nos acessos, no aumento do cais para receber todo o tipo de navios e que corresponde a um investimento de 325 mil euros, assim como na nova grua móvel, no valor de 4,5 milhões de euros, numa tremonha de 180 mil e num ‘reachstaker’ de 928 mil euros”, elencou Luís Soares.

O deputado refere ainda “o crescimento verificado no Porto da Praia, ao nível do turismo de cruzeiros, pois em 2022, o número de navios daquele calibre ali atracados foi praticamente o dobro do registado em 2019. E este ano manteve-se essa tendência positiva e crescente, já que no primeiro semestre foi também superado o número de navios de 2019”.

Luís Soares lembra, igualmente, que o Plano Regional Anual para 2024 “prevê uma verba de 5,4 milhões de euros para as estruturas portuárias da Ilha Terceira, da qual 2,1 milhões se reservam ao Porto da Praia da Vitória, e 3,2 milhões estão destinados ao Porto das Pipas e à Marina de Angra do Heroísmo”, concluiu.