PSD/Açores realça medidas do Governo que respondem a incertezas do presente e do futuro

O presidente da bancada parlamentar do PSD/Açores, João Bruto da Costa, realçou hoje as medidas do Governo Regional para fazer face a incertezas do presente e do futuro, ao contrário do que sucedeu durante a governação socialista.

João Bruto da Costa respondeu assim às críticas do Partido Socialista em relação às medidas anunciadas pelo presidente do Governo Regional, José Manuel Bolieiro.

Para o líder da bancada parlamentar social-democrata, “há uma diferença substancial com este Governo da Coligação (PSD, CDS-PP e PPM), em que os açorianos estão mais protegidos através do Plano e Orçamento para 2023, ao contrário do que o PS quer fazer passar”.

O deputado recordou que, “no ano 2008, quando o senhor estava no governo, assistimos a sérios problemas a afetarem as famílias a suportar o crédito habitação com a Euribor a 5%, quando agora se pontua nos 3%. Nessa altura, quando era maioria absoluta, não deu um apoio que fosse, zero, às famílias”.

“Já para não falar da arrecadação ilegal do Imposto sobre os Produtos Petrolíferos da responsabilidade do governo de Vasco Cordeiro, enquanto o Governo da Coligação devolveu aos açorianos 140 milhões euros com a redução dos impostos”, lembrou.

Atualmente, o Governo da Coligação “elaborou um Orçamento que vem responder aos problemas, mudando substancialmente a forma de fazer política que havia nos tempos do Partido Socialista”, apontou João Bruto da Costa.

“Agora os açorianos, não andam de mão estendida a cada momento, à espera que o Governo nos salve ou vai dar uma ajuda. Agora o Governo ajuda quando é necessário e os açorianos sabem que o Governo faz tudo para que tenham condições, para por si próprios, vencerem as dificuldades do presente e as incertezas do futuro”, finalizou.