Aliança Democrática apresenta candidatura para “melhor defesa” dos Açores

Os líderes regionais dos partidos que suportam o Governo dos Açores (PSD, CDS-PP e PPM) anunciaram a intenção de concorrer em coligação pré-eleitoral – denominada AD/Aliança Democrática – às eleições legislativas nacionais de 30 de janeiro pelo círculo eleitoral do arquipélago.

“Iremos uma lista de candidatos que corresponderá ao prestígio e à melhor defesa dos Açores, em perfeita coesão com a coligação que forma o Governo dos Açores”, afirmou o presidente do PSD/Açores, José Manuel Bolieiro.

O líder dos social-democratas falava na conferência de imprensa de apresentação da candidatura da AD/Aliança Democrática pelo círculo eleitoral dos Açores, que contou também com a presença dos líderes do CDS-PP/Açores, Artur Lima, e do PPM/Açores, Paulo Estevão.

“A coesão política do projeto do Governo dos Açores, que tem em vista o futuro e o desenvolvimento dos Açores, assegura coesão e afirmação política, também assumindo, desta feita, em forma de coligação pré-eleitoral por parte do PSD, do CDS-PP e do PPM, essa candidatura às legislativas nacionais”, disse.

José Manuel Bolieiro revelou que a coligação pré-eleitoral PSD/CDS-PP/PPM terá a denominação de AD/Aliança Democrática, o que constitui um “resgate histórico de sucesso na democracia portuguesa”, numa alusão à coligação formada pelo três partidos em 1979 e liderada por Francisco Sá Carneiro.

“Será este o projeto político que hoje fica anunciado e que, no quadro dos nossos partidos, será apresentado para os respetivos órgãos fazerem as devidas aprovações e ratificações, no sentido do posterior registo desta coligação no Tribunal Constitucional”, salientou o presidente do PSD/Açores.