PSD destaca que economia dos Açores está em retoma há cinco meses consecutivos

O líder parlamentar do PSD/Açores, João Bruto da Costa, destacou que a economia regional está em retoma há cinco meses consecutivos, tendo salientado que o Governo Regional já injetou mais de 34 milhões de euros nas empresas desde o início do ano.

“Os Açores conseguiram já cinco meses consecutivos de retoma da atividade económica. Segundo os dados revelados esta semana pelo Serviço Regional de Estatística, o Indicador de Atividade Económica apresentou um aumento de 11,9% em setembro. Isso é um excelente indicador para os Açores e para os açorianos”, afirmou João Bruto da Costa, após uma visita dos deputados do PSD/Açores ao Centro Empresarial dos Açores, na Ribeira Grande.

O parlamentar salientou que o novo Governo dos Açores, desde que tomou posse, “já injetou mais de 34 milhões de euros na economia regional, através de medidas de apoio às empresas no âmbito da pandemia, nomeadamente o ‘Programa APOIAR.PT Açores’ e o ‘Programa de Apoio aos Custos Operacionais’”.

“Os apoios do Governo às empresas açorianas ascendem já a 34 milhões de euros. É um um valor substancial que tem permitido às empresas respirar um pouco melhor e poderem assumir maior risco na hora de investir. A economia privada é essencial para o desenvolvimento dos Açores, pois só assim se cria mais riqueza e emprego”, disse.

João Bruto da Costa revelou também a confiança que o seu partido tem na continuidade, em 2022, da recuperação económica em curso nos Açores, tendo sublinhado os apoios às empresas previstos na proposta de Orçamento da Região para o próximo ano.

“A proposta de Orçamento para 2022 contempla cerca de 104 milhões de euros para os sistemas de incentivos ao investimento privado e para a recapitalização das empresas açorianas. Trata-se de uma verba substancial para as empresas dos Açores, pois representa um aumento de 65% em comparação com os Orçamentos apresentados pelo anterior governo socialista em 2018 e 2019”, frisou.

O líder da bancada social-democrata elogiou a dedicação dos trabalhadores e empresários açorianos no período da pandemia, cujo esforço foi “fundamental” para a economia dos Açores voltar a entrar em terreno positivo.