Autárquicas. Bolieiro afirma que resultados reforçam “estabilidade governativa” nos Açores

O presidente do PSD/Açores, José Manuel Bolieiro, afirmou que os resultados das eleições autárquicas reforçaram a “estabilidade governativa”, considerando que o Governo Regional da coligação PSD/CDS-PP/PPM recebeu a “aceitação do eleitor açoriano”.

“O projeto político que governa os Açores e as forças políticas que o apoiam no Parlamento ganharam também estabilidade governativa. Saíram reforçados”, disse José Manuel Bolieiro, após a divulgação dos resultados finais das eleições autárquicas na Região.

Segundo o líder dos social-democratas açorianos, os partidos que suportam o Executivo receberam dos eleitores uma “responsabilidade autárquica que confirma o seu projeto de desenvolvimento para os Açores”.

“Os partidos do acordo de incidência parlamentar confirmam a sua interpretação da vontade eleitoral do povo, com um Governo de mudança, uma força política que altera os critérios e o paradigma da governação dos Açores”, considerou.

José Manuel Bolieiro destacou o novo mapa autárquico do arquipélago resultante das eleições de 26 de setembro, em que o partido que detinha a maioria dos municípios a perdeu.

“Sem euforias, mas com alegria. A alegria política pela nova realidade autárquica dos Açores. Em 19 municípios, o PS que tinha 12, perdeu quatro e ganhou um. Perde a maioria na Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores”, sublinhou.

O presidente do PSD/Açores acrescentou que o “projeto político” que governa os destinos da Região saiu “consolidado” das eleições autárquicas, tendo ainda deixado uma “palavra de estímulo” aos autarcas eleitos, independentemente da cor partidária de cada um.

“Os novos autarcas, independentemente da sua cor partidária, são agora representantes do nosso povo. Com eles trabalharemos, com eles assumiremos os compromissos que o futuro nos impõe para desenvolvermos e ganharmos as novas oportunidades”, afirmou.

Nas eleições autárquicas de 2021, os partidos que suportam o Governo Regional dos Açores (PSD/CDS-PP/PPM) conquistaram a presidência de nove câmaras municipais do arquipélago, tantas quantas o PS, tendo o movimento independente ‘Dar Vida ao Concelho’ ganho a Câmara Municipal da Calheta.

O PSD/Açores, sozinho ou em coligação com CDS-PP e PPM, venceu as câmaras municipais de Ponta Delgada, Ribeira Grande, Nordeste, Praia da Vitória, Santa Cruz da Graciosa, Madalena, São Roque do Pico e Horta.