Bolieiro anuncia que Tarifa Açores entra em vigor a 1 de junho

(c) Hugo Moreira

O Presidente do Governo Regional, José Manuel Bolieiro, anunciou que a Tarifa Açores vai entrar em vigor a partir de 1 de junho nas ligações aéreas inter-ilhas, constituindo um elemento potenciador do “mercado interno”.

“A partir de 1 de junho o preço máximo que os passageiros residentes pagarão para irem e voltarem a qualquer uma das ilhas, independente da ilha de partida e chegada, é no máximo de 60 euros”, afirmou, no final do primeiro Conselho de Governo presencial, que decorreu no Palácio da Conceição, em Ponta Delgada.

José Manuel Bolieiro salientou que a Tarifa Açores representa um “projeto estratégico” da sua governação, que é o “criar um verdadeiro mercado interno regional” de pessoas e mercadorias, garantindo que, com maior facilidade, os açorianos possam conhecer as várias ilhas do arquipélago “pagando menos do que se pagaria” em viagens para o continente.

“Não é preciso ir à ilha mais próxima porque é mais barato. É possível ir à ilha mais distante pelo mesmo preço que a ida à ilha mais próxima”, sublinhou o governante.

O Presidente do Governo Regional acrescentou que o impacto financeiro da criação da Tarifa Açores “já está assumido e acomodado na proposta de Orçamento” para 2021.

A Tarifa Açores destina-se a residentes e nas ligações aéreas inter-ilhas, sendo o preço máximo de 60 euros pago pelos passageiros à partida, evitando quaisquer burocracias.

A proposta de criação da Tarifa Açores foi apresentada por José Manuel Bolieiro em 2020, enquanto líder do PSD/Açores e candidato a Presidente do Governo Regional.