Agricultura. Ilídia Quadrado defende mais apoios para os Açores em tempo de pandemia

Instalação do Grupo Parlamentar de Amizade Portugal-Uruguai 15/04/2021 Sala D. Maria II

A deputada do PSD/Açores na Assembleia da República, Ilídia Quadrado, defende um quadro “mais sólido” de apoios para o setor agrícola do arquipélago, “que tem sido muito prejudicado pelas contingências da pandemia de Covid-19, necessitando de outro tipo de intervenção”, afirmou.

A social democrata falava durante uma audição ao Ministro do Planeamento, onde quis saber “se estão previstos fundos para dotar a região de meios que permitam um eficaz desenvolvimento do setor, para além dos já contemplados no Plano de Recuperação e de Resiliência (PRR)”, adiantou.

“Houve uma melhoria significativa da produção e comercialização dos produtos regionais açorianos, que se aliava ao desenvolvimento turístico que vinha a acontecer”, explica a deputada, mas alertando que “essa melhoria trouxe também maiores necessidades de apoio, de forma a garantir o desenvolvimento de uma agricultura sustentável e de qualidade”.

Segundo Ilídia Quadrado, “a pandemia veio afetar todos os setores da sociedade e, por conseguinte, também o setor agrícola passa por grandes dificuldades”, com especial incidência “nas regiões autónomas que, pelas suas características, necessitam de intervenções mais específicas”, sublinhou.

“No caso dos Açores, sendo a agricultura um setor basilar no desenvolvimento económico da região, e na sua recuperação, é naturalmente um setor que interessa apoiar em todas as suas dimensões”, reforçou a parlamentar.

Visando a agricultura “como um importante fator de coesão social, através da criação de emprego e da fixação de pessoas no mundo rural, entre outras mais valias, é preciso que a disponibilização do PRR – após a aprovação pela União Europeia – seja rápida, e que seja atribuída à Região a totalidade da gestão dos respetivos fundos”, frisou a deputada açoriana.

“Mas, para lá disso, as regiões autónomas não devem ser excluídas das várias medidas, programas e apoios implementados pelo Governo no âmbito da crise pandémica, já que a cooperação e a solidariedade em todo o território nacional são imprescindíveis”, concluiu Ilídia Quadrado.