Paulo Moniz propõe programa específico de promoção no estrangeiro dos laticínios dos Açores

O deputado do PSD/Açores na Assembleia da República Paulo Moniz propôs a criação de um programa específico de promoção no estrangeiro dos laticínios açorianos, aproveitando o reforço de verbas previsto para a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) em 2021.

“O desafio que deixo ao Governo da República é a necessidade da criação de um programa específico para os laticínios, porque os Açores têm o que de melhor se produz no mundo. Falta uma estratégia concertada de promoção no estrangeiro, para a colocação dos produtos láteos açorianos em mercados que estão disponíveis a pagar o justo valor”, afirmou o social-democrata.

Paulo Moniz, que falava numa audição ao Ministro dos Negócios Estrangeiros no âmbito da discussão do Orçamento de Estado para 2021 (OE 2021), salientou que ter um programa específico de promoção dos laticínios dos Açores no estrangeiro permitirá a “verdadeira valorização” dos produtos láteos regionais.

“A colocação dos laticínios açorianos em mercados que estão disponíveis para pagar o justo valor dos produtos garante uma verdadeira valorização, quebrando o círculo vicioso do abaixamento do preço do leite pago aos produtores”, frisou.

O deputado açoriano lembrou que, na proposta do OE 2021, está previsto o reforço do financiamento da AICEP, com recurso a verbas do Fundo de Recuperação Europeu destinadas a Portugal.

“É preciso conferir aos lacticínios dos Açores uma afirmação de excelência como produto de exportação portuguesa, através de um apoio específico num programa a criar pela AICEP”, defendeu Paulo Moniz.