Radares meteorológicos. Governo não cumpre promessas e prejudica a Região

O deputado do PSD/Açores Bruno Belo considerou hoje que “o incumprimento do Governo da República na instalação dos radares meteorológicos tem prejudicado a Região, com a cumplicidade do próprio governo açoriano”, disse.

O social democrata recorda que “há cerca de 10 anos que se fala da instalação dos três radares na Região, mas nesse ano o governo e o PS – dos Açores e da República – chumbaram a sua instalação, até porque o executivo açoriano queria regionalizar os serviços do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA)”, adianta.

“Já em 2013, o PS dos Açores aprovou o que havia rejeitado três anos antes, isto quando na República governavam PSD e CDS, provando-se que só quando é o PSD a governar em Lisboa é que o PS dos Açores exige que a República cumpra com as suas obrigações”, afirma Bruno Belo.

“Entretanto, esse PS açoriano vai fazendo o habitual ziguezague em função do leilão eleitoral, que ocorre de quatro em quatro anos”, lamenta, frisando que “um investimento em tecnologia, como é este, deve ser apoiado em critérios técnicos e não por conveniência política”, defende.

“Trata-se de um investimento que vai certamente garantir mais segurança às populações”, refere Bruno Belo, para quem o estudo para a instalação do radar no Grupo Ocidental “deve ocorrer imediatamente, de forma a que, finalmente, a instalação dos três radares nos Açores seja uma realidade”, concluiu.