COVID-19. Governo da República falhou aos Açores na “hora mais difícil”

O líder parlamentar do PSD/Açores afirmou que o Governo da República do Partido Socialista falhou à Região na “hora mais difícil” da pandemia da COVID-19, ao manter os aeroportos abertos e a TAP voar para o arquipélago.

“O senhor Ministro das Infraestruturas afirmou agora que foi uma “opção política firme’ manter a TAP a voar para os Açores [no pico da pandemia da COVID-19]. Na hora mais difícil, o Governo da República do PS falhou. E o que disse o Partido Socialista dos Açores sobre essa opção? Não disse nada”, afirmou Luís Maurício, no plenário da Assembleia Legislativa dos Açores.

O líder da bancada social-democrata lembrou que, no “momento mais difícil” da pandemia, em que “a disseminação do vírus nos Açores ocorreu por casos importados, faltou prudência ao Governo da República”.

“Faltou prudência porque manteve os aeroportos abertos e permitiu que a TAP voasse para os Açores. Essa opção do Governo da República não foi tomada de forma ligeira e foi agora reafirmada pelo ministro Pedro Nuno Santos, por sinal bem próximo do deputado do PS/Açores Francisco César”, sublinhou.

Luís Maurício acrescentou que, “perante estas dificuldades colocadas à Região pelo Governo da República, o PS/Açores nada disse”.

“O Partido Socialista preferiu subjugar-se a uma lógica partidária do que defender os interesses dos Açores. Disso, certamente, os açorianos não se esquecerão”, afirmou o social-democrata.