António Ventura saúda intervenção da GNR em caso de derrame de combustível no Cabrito

O deputado do PSD/Açores na Assembleia da República António Ventura saudou o compromisso da Guarda Nacional Republicana (GNR) de proceder a uma investigação ao derrame de combustível no ‘pipeline” do Cabrito, na ilha Terceira, cuja ocorrência foi “ocultada” da população pelos governos da Região e da República.

“O senhor comandante regional da GNR comprometeu-se a agir nesta situação, através de uma visita ao local, recolha de amostras e atuando em conformidade com a lei”, afirmou o social-democrata, após uma reunião com o Comando Territorial dos Açores daquela força de segurança.

Em causa está um derrame de combustível ocorrido no início de 2016, aquando dos trabalhos de remoção do ‘pipeline” do Cabrito, na freguesia de São Brás, concelho da Praia da Vitória, e que contaminou terrenos privados.

“Estamos perante um ato de negligência do Estado, pois não foi acautelada a saúde humana, nem a saúde animal, já que se trata de uma pastagem. Não foi feita qualquer comunicação pública sobre o problema. Não há sequer placas a informar que a zona está contaminada. E a atividade pecuária continua a exercer-se no local”, disse António Ventura.

A investigação ao caso do derrame de combustível no ‘pipeline” do Cabrito vai ser levada a cabo pelo Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR.

Recorde-se que, através do SEPNA, a GNR constitui-se como a polícia ambiental competente em todo o território nacional, nomeadamente para prevenir a contaminação do meio natural, vigiando atividades potencialmente degradantes para o ambiente e verificando os níveis de contaminação.