Porto da Praia da Vitória. Continuam por cumprir as promessas feitas em 2016

O deputado do PSD/Açores na Assembleia da República, António Ventura, questionou hoje o Governo sobre “as promessas relativas ao Porto da Praia da Vitória, que continuam por cumprir depois de, nos últimos 4 anos, ter sido vendida uma expetativa, tanto nacional como regional, sobre a sua importância geostratégica, sem resultados à vista”, disse.

O social democrata acusou os executivos de António Costa de “defraudarem as expetativas criadas, ao não avançar com os investimentos – no valor de 77 milhões de euros – para aquela infraestrutura, conforme está patente no PREIT”, recordou.

“Foi prometido o melhoramento do Porto, a sua definição como porto abastecedor nacional de GNL e a criação do registo internacional de navios nos Açores, tirando partido da sua localização, e nada disso foi feito”, elencou o deputado.

António Ventura lembrou novamente a declaração conjunta de compromissos, entre a República e a Região, assinada a 30 de abril de 2016, “onde era bem clara a intenção de uma candidatura ao Plano Juncker, que visava integrar aquele porto no projeto das Auto Estradas do Mar, valorizando-o como entreposto de carga entre a Europa e o continente americano”, avançou.

“A verdade é que isso também não aconteceu, pelo contrário, e como disse nesta casa, em Comissão de Finanças, uma representante nacional dos Distribuidores de Gás, o Governo até desistiu do projeto do GNL em favor da Ferrovia”, adiantou o social democrata.

“Após cinco anos, e com compromissos escritos, a verdade é que o Porto da Praia da Vitória tem zero euros de investimentos, e o Governo continua sem potenciá-lo para vantagens regionais ou mesmo nacionais”, criticou.

O parlamentar açoriano quis também saber se o Orçamento do Estado para 2020 “tem investimentos previstos em mais algum porto do arquipélago”, concluiu.