SATA. PSD/Faial apela ao bom senso dos técnicos de manutenção e exige atenção do governo para o problema

A Comissão Política do PSD da ilha do Faial apelou hoje ao bom senso dos técnicos de manutenção da SATA e exigiu o fim do silêncio do governo regional, no terceiro dia da greve daqueles profissionais, que está a causar uma situação verdadeiramente dramática para centenas de faialenses e açorianos de outras ilhas.

Tendo por base a situação muito difícil que estão a viver centenas de passageiros do Faial e de outras ilhas, sem saberem onde passarão o Natal, a estrutura de ilha reitera o pedido feito pela estrutura regional e volta a apelar aos trabalhadores “para que cessem de imediato a greve e deem uma demonstração de boa vontade e uma lição à tutela, de modo a que ainda hoje se possam realizar todas as ligações possíveis e continuar amanhã, para que todas as pessoas possam passar o Natal com as suas famílias”.

Mas os social democratas faialenses vão mais longe e exigem também ao governo que “pare de fingir que não tem nada a ver com o assunto e acorde para o problema”.

“O governo é o único dono da SATA. Nunca devia ter deixado a situação chegar a este ponto e agora não pode assobiar para o lado como se nada se estivesse a passar, enquanto há centenas de pessoas que não sabem se vão estar com os seus familiares na noite de Natal”, afirma o comunicado.

Para o PSD/Faial, o governo tem que dirigir uma palavra aos técnicos de manutenção da SATA e assumir o compromisso de se sentar à mesa de negociações no início do janeiro, e aqueles trabalhadores devem ponderar o sacrifício que estão a impor aos açorianos nesta época especial e apelamos a que suspendam de imediato a greve, no sentido de em janeiro se poder encontrar uma solução equilibrada para todas as partes.