Açores com o desemprego mais alto do país

Os TSD/Açores denunciaram hoje que os dados do desemprego na Região “mantém a tendência para subir ou para se manterem em valores muito superiores aos verificados antes da crise, enquanto no todo nacional os números tendem a baixar. Ou seja, estamos com o desemprego mais alto do país”, adiantam.

Em declarações à comunicação social, o líder da estrutura, Joaquim Machado, referiu que os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística são incontornáveis: “os Açores são a região do país com maior taxa de desemprego, 8,2%, muito longe dos 7,1% verificados na região de Lisboa, e significativamente piores do que os 6,9% registados na Madeira”, disse.

Segundo o presidente dos TSD/Açores, “daqui se conclui, inevitavelmente, que o governo socialista dos Açores é incapaz de resolver este grave problema social. Tanto assim é que a taxa de desemprego continua muito acima do valor de 2010, o ano antes da crise – 8,4% presentemente que comparam com 6,1% há nove anos -“.

“Essa evidência contrasta com o que acontece no resto do país, onde o desemprego baixou, no mesmo período, de 10,8% para 6,3%”, acrescentou Joaquim Machado.

“Aos 10 mil e 300 desempregados nas nossas ilhas, há ainda a acrescer o elevado número de trabalhadores integrados em programas ocupacionais – são 4.212 -, portanto, também sem emprego. Assim como a grande incidência de trabalho precário, seja por horário incompleto ou contrato por tempo determinado”, refere.

“E é ainda nos Açores que se regista a maior prevalência de empregos remunerados com o salário mínimo”, lembrou Joaquim Machado, concluindo que, “é por tudo isto, que os Açores precisam urgentemente de novas políticas e de políticos mais capazes”.