António Miguel Soares é o candidato do PSD à Câmara do Nordeste

António Miguel Soares, 44 anos, bancário e atual presidente da Junta de Freguesia da Lomba da Fazenda é o candidato do PSD/Açores à Câmara Municipal do Nordeste, avançando por entender que o concelho “merece muito mais e muito melhor”.

“Comigo não haverá distinção entre nordestenses”, garantiu ontem à noite, na apresentação da sua candidatura, onde frisou que vai trabalhar “com todos e para todos. Porque no nosso concelho são todos precisos neste enorme desafio”, afirmou o candidato social-democrata, na sessão de apresentação da candidatura, que decorreu no salão da escola primária da Lomba da Fazenda.

António Miguel Soares quer ser “um presidente amigo, solidário, próximo de todos. Um presidente que ajude a ultrapassar as vossas dificuldades e não que traga ainda mais problemas, como ainda hoje acontece”, adiantou.

“Pelo Nordeste, apoiaremos a economia local, trabalhando com todos os empresários para potenciar as nossas empresas, e vamos fomentar a criação de emprego e a fixação da população”, afirmou o candidato do PSD, ciente de que “só uma economia local forte pode criar condições para que a população permaneça no nosso concelho”.

António Miguel Soares disse que não vai deixar de parte os programas ocupacionais, “porque permitem, ainda que de forma precária, uma solução para vários agregados familiares sobreviverem com dificuldades”, mas rejeitou usá-los “como arma política ou para disfarçar estatísticas”, afirmou.

O social democrata avançou que serão criadas “condições de fixação no concelho para os nossos jovens, apoiando as escolas e a habitação”, e sublinhando que, “haverá igualmente políticas de apoio aos mais desfavorecidos, não esquecendo a população mais idosa”.

António Migue Soares também aposta “num projeto turístico para o Nordeste que permita, não apenas uma passagem breve pelo concelho, mas sim uma fixação temporária de quem nos visita”, garantiu.

Na apresentação de ontem, o líder regional do PSD/Açores afirmou que António Miguel Soares “é a cara de uma mudança que o Nordeste espera”, porque “a palavra que mais ouço por aqui é desilusão. Desilusão em relação ao que se passa no concelho e ao que foi prometido pela atual câmara municipal”.

“Essa palavra está colada ao atual presidente da Câmara Municipal do Nordeste”, disse Duarte Freitas, que acredita “numa nova palavra, a esperança, corporizada no António Miguel Soares e no projeto que vai saber fazer crescer no Nordeste”, concluiu