Propostas

CULTURA

social_i

  • Permitir o acesso de todos os açorianos ao património regional, a eventos, espetáculos e atividades culturais, usando criativamente as novas tecnologias, agregando numa única plataforma toda a informação regional que se relacione com cultura e lazer.
  • Articular as diversas atividades setoriais, sempre tendo em vista as nove ilhas, através do recurso à inovação, ao design e às novas tecnologias.
  • Criar museus de ar livre nas ilhas das Flores (história marítima), São Miguel (chá) e Terceira (touradas à corda).
  • Dar especial atenção à cultura popular – que distingue e identifica o povo açoriano, com as suas tradicionais expressões de bandas filarmónicas, grupos folclóricos e artesanato regional.
  • Promover a gastronomia açoriana quer numa perspetiva histórica, quer atual.
  • Repensar o “Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas” como lugar estratégico de criatividade e inovação, chamando empresários ligados à comunicação e ao design, de modo a criar eventos de marca nacional e internacional.
  • Apoiar as instituições, empresas e associações nas candidaturas a apoios comunitários de grande escala, pensando atividades e eventos insulares capazes de dialogar com outras ilhas do território europeu.
  • Apostar na preservação, tratamento, estudo e divulgação do património regional móvel e imóvel, material e imaterial.
  • Recuperar o Centro de Restauro dos Açores e atribuir-lhe também as funções de fiscalização do património de interesse para a Região.
  • Atrair investidores e empresas culturais internacionais, particularmente das Comunidades, oferecendo-lhes taxas atrativas.
  • Fomentar a indústria audiovisual, tornando a região cenário de spots publicitários, documentários, séries televisivas e filmes.
  • Divulgar autores e artistas açorianos, nomeadamente através das novas tecnologias.
  • Disponibilizar uma agenda cultural ampla, por ilha, que evite, tanto quanto possível, a acumulação de eventos no mesmo dia e hora através de plataforma informática em que todos os agentes culturais ou todos os espaços culturais estejam registados.
  • Criar classe de órgão num dos conservatórios da Região, potenciando a utilização dos diversos órgãos de tubos existentes nos Açores.