Faial. Grupo Municipal do PSD quer reparação urgente da rede viária
Publicado em 02 de Março, 2019

O Grupo Municipal do PSD na Assembleia Municipal da Horta votou a favor de um financiamento de 600 mil euros, com vista à reparação da rede viária municipal.

Os social-democratas pretenderam dar sentido prático “a uma das grandes reivindicações da população faialense e à proposta que o próprio PSD apresentou para o Plano e Orçamento do Município da Horta para 2019”, referem, frisando a necessidade de se proceder “a uma forte intervenção nas estradas, cumprindo desta forma um compromisso da candidatura autárquica”, adiantaram.

A deputada municipal Susete Amaro realçou que as recomendações anteriormente transmitidas pelo seu grupo municipal em matéria de procedimentos técnicos, garantiram maior transparência nos processos, com a consulta às oito entidades bancárias com balcão na ilha, bem como no que respeita à redução do prazo de empréstimo de 20 para 15 anos, o que permite uma menor cobrança de juros, traduzindo-se numa redução de encargos para o município.

A líder da bancada social-democrata apontou o estado de tremenda degradação das vias municipais, que dificulta a circulação dos munícipes, mas também dos visitantes, o que penaliza o setor do turismo, que se quer como um fator impulsionador da economia da ilha.

O grupo municipal do PSD criticou também o facto de a governação socialista que gere a Câmara da Horta há 30 anos, pelas suas opções políticas, não ter aproveitado melhor os fundos comunitários para a reabilitação da rede viária municipal, e ter deixado degradar de forma tão visível as estradas da ilha, levando a que agora só seja possível intervir com recurso a financiamento bancário.

Susete Amaro reiterou ainda que, se fosse o PSD a governar, algumas estradas mereceriam especial atenção e prioridade, nomeadamente vias com maior número de moradores e circulação, mas que o PSD não quer ser um entrave ao investimento, nem dar desculpas ao executivo para não fazer as referidas intervenções, assegurando que os social-democratas continuarão muito atentos à execução física e financeira dos investimentos.