Pilatos – Opinião de João Bruto da Costa
Publicado em 12 de Fevereiro, 2019

Não é de hoje que o Governo dos Açores deixou os produtores de leite à sua sorte.

Já aquando do fim das quotas leiteiras – e perante o seu anúncio e concretização – o Governo lavou as mãos, ignorando o que se antevia de problemas e revelando toda a sua incapacidade para ter uma política agrícola que permitisse que hoje não se vivesse uma gigantesca crise na fileira.

Ao vir agora, mais uma vez, voltar as costas aos problemas que não soube evitar, dizendo aos produtores e indústria para que se entendam, o Governo, na verdade, deixou de governar.

Mas tão grave como isso é a tentativa de ficar impune por ter levado a fileira do leite a todos os problemas que agora enfrenta por manifesta falta de estratégia e costumeira governação para satisfazer apenas alguns, em geral os que possam dar ganhos eleitorais.

As consequências, quem as pagará serão os produtores e a sociedade açoriana dada a importância económica que este setor tem para a região.

Assistimos ao lavar das mãos, qual Pilatos, por parte de quem tem uma obrigação política de governar.