2019 será ano de novas soluções para o Faial? – Opinião de Luís Garcia
Publicado em 16 de Janeiro, 2019

1. Neste primeiro artigo de 2019 começo por desejar a todos um feliz ano novo e fazer votos que seja, de facto, um ano que traga novas soluções para alguns problemas que há muito o Faial enfrenta.

Falo, por exemplo, da luta por melhores acessibilidades áreas e pela melhoria da operacionalidade do aeroporto da Horta. Infelizmente, esta luta tem-se deparado com muitos e fortes obstáculos e com muita má vontade. Desde logo, do Governo Regional e da Azores Airlines que persistem em prestar um mau serviço na rota entre a Horta e Lisboa, especialmente na época alta.

Há quatro verões consecutivos que a Azores Airlines não tem sido capaz de apresentar uma oferta de voos adequada à economia e à mobilidade de quem aqui reside e de quem nos quer visitar. Isso não se pode repetir no verão de 2019.

2. Atendendo a que o serviço de transporte aéreo para o Faial no verão de 2018 foi desastroso e que é preciso planear atempadamente o próximo verão, o Grupo parlamentar do PSD, no passado dia 17 de setembro, solicitou a audição, com caráter de urgência, da Secretária Regional dos Transportes na Comissão de Economia da Assembleia Regional para prestar “esclarecimentos sobre o serviço prestado pela SATA/Azores Airlines ao Faial no verão IATA de 2018 e planeamento futuro”.

A audição só aconteceu no passado dia 9! Quase quatro meses depois de requerida com caráter de urgência, o que é absolutamente revelador da vontade de atender e de resolver estes problemas.

3. A primeira condição para resolvermos um problema é reconhecer que ele existe. O Governo, representado pelo Secretário dos Assuntos Parlamentares em substituição da Secretária dos Transportes, apresentou-se na referida audição sem reconhecer qualquer problema nas acessibilidades aéreas ao Faial no verão de 2018 e com um discurso redondo e arrogante, apresentando os números que mais lhe convém e numa lógica em que o Faial está sempre a ganhar.

Ou seja, para o Governo e para o PS quem reside no Faial não tem razões para reclamar.

Se nesta audição não se verificou uma alteração na forma como o Governo e SATA olham para estes problemas do Faial, também não se anunciaram as soluções de que precisamos.

O anúncio do aumento da oferta de lugares na ligação entre a Horta e Lisboa (que tantas e incompreensíveis reações tem provocado!!) abrange períodos do verão IATA de 2019 que não os meses de julho e agosto, onde objetivamente temos tido falta de voos.

Tal oferta se não for bem trabalhada e promovida pode revelar-se um presente envenenado para as taxas de ocupação desta rota.

4. Mas há mais exemplos que demonstram esta má vontade do PS e do Governo em relação aos problemas do Faial.

Em abril de 2018, a Assembleia Regional aprovou, por unanimidade, um conjunto de resoluções sobre a ampliação da pista do aeroporto da Horta.

Uma dessas resoluções (a apresentada pelo BE) incumbia a Comissão Parlamentar competente de encetar diligências “junto do Governo da República e, particularmente, do Senhor Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, para que assumam também o interesse público desta obra”.

Apesar de diversos alertas para a necessidade de dar cumprimento a esta Resolução, a verdade é que, passados quase nove meses, quer o anterior (um deputado socialista eleito pelo Pico), quer a atual (uma deputada socialista eleita por Santa Maria) Presidente da Comissão de Economia não foram capazes ou não quiseram agendar tal diligência.

5. Para além de uma enorme má vontade, estas situações revelam um total desrespeito pela própria Assembleia Regional e constituem uma afronta às preocupações e reivindicações dos Faialenses. O PS aprova as medidas para ficar “bonito na fotografia” perante as pessoas, mas depois não as cumpre!

Tudo isto só comprova que temos de continuar a lutar ainda com mais força e união para que o ano de 2019 seja um ano de soluções para resolver os graves constrangimentos ao nível das acessibilidades aéreas ao Faial e para que se deem passos efetivos com vista à ampliação da pista do aeroporto da Horta.

2019 tem de ser um ano de soluções, não pode ser mais um ano de adiamentos e com os mesmos problemas.