PSD questiona governo sobre medidas para aumentar preço do leite na Terceira
Publicado em 18 de Dezembro, 2018

O PSD/Açores questionou o governo regional sobre que medidas tenciona o executivo aplicar para aumentar o rendimento dos produtores de leite da Terceira, alegando que o setor “vive num contexto muito específico, agravado pelas consequências da seca prolongada deste ano”.

Em requerimento enviado à Assembleia Legislativa dos Açores, o deputado social-democrata António Almeida salientou que a principal indústria de lacticínios da ilha Terceira é “dominada por capital maioritário externo à região”, competindo ao governo regional “zelar pelo equilíbrio socioeconómico e justiça na distribuição equitativa dos rendimentos”.

“O setor leiteiro na ilha Terceira vive num contexto muito específico, agudizado pelas consequências da seca prolongada deste ano, deixando os produtores de leite à ‘beira de um ataque de nervos’”, afirmou.

O parlamentar do PSD/Açores lembrou que as decisões de investimento tomadas pelo governo regional no setor leiteiro “condicionam e orientam as decisões de produtores e industriais”.

A este propósito, António Almeida recordou as recentes declarações do diretor regional de agricultura, José Élio Ventura, que “defendeu o fim dos limites à produção colocados pela indústria, considerando impensável tal situação”.

“Certamente que na base dessas declarações públicas estão decisões da Secretaria Regional de Agricultura relativamente à política para o setor leiteiro, nomeadamente para a ilha Terceira”, frisou.

Nesse sentido, o deputado social-democrata questionou o executivo sobre “que reuniões foram realizadas pelo governo com a Pronicol, Lactogal e Unicol, que permitam defender o fim dos limites à produção leiteira e quais as conclusões que superam as preocupações, manifestadas pelo senhor diretor regional de agricultura”.

No requerimento, o parlamentar do PSD/Açores perguntou também ao executivo “quais são as medidas de política para o setor leiteiro, indústrias e produtores, vão ser implementadas na ilha Terceira para aumentar o preço de leite aos produtores e reduzir os custos de produção, para conduzir ao aumento do rendimento dos operadores na fileira”.

António Almeida pretende ainda que o governo divulgue todos os montantes de investimento público disponibilizados, anualmente, à indústria para a exportação de produtos lácteos da ilha Terceira e implementação da ‘Marca Açores’.