Berta Cabral defende solução rápida e justa para jovens delinquentes dos Açores
Publicado em 02 de Outubro, 2018

A deputada do PSD/Açores na Assembleia da República, Berta Cabral, alertou para a necessidade do Ministério da Justiça por em prática uma solução “que resolva o problema aos jovens delinquente dos Açores, que hoje têm de cumprir pena no exterior por falta de um Centro Educativo na Região”, afirmou.

A social-democrata lembra que, de acordo com a Ministra da Justiça, e em resposta a uma questão colocada pela deputada açoriana, “a solução deverá passar pela criação de uma casa de Autonomia, dado o pequeno número de jovens atualmente a cumprir pena fora dos Açores”.

Berta Cabral adianta que cada um desses jovens cumpre atualmente “uma dupla pena”, porquanto a atual realidade passa “pela pena em si mesma e pela deportação, com o inerente corte da relação com a respetiva família e o meio social envolvente”, explica.

“Há muito que a população dos Açores, secundada publicamente pela representação regional da Ordem dos Advogados, reivindica uma solução para esta situação, tendo em vista evitar um corte físico e geográfico entre os jovens delinquentes e as suas famílias”, explica Berta Cabral.

“Há um custo social inerente a essa deslocação, já que o apoio familiar é fundamental para a recuperação e para a reinserção social desses jovens, uma situação reconhecida pela própria Ministra”, reforça a social-democrata.

Para Berta Cabral, o Ministério da Justiça e o Governo têm de concretizar, “com urgência, uma solução que termine com esta descriminação negativa existente nos Açores, mormente porque se trata de uma política social estruturante para a reinserção, a nível nacional”.

E concluiu, frisando que os deputados açorianos do PSD “vão continuar a acompanhar este assunto durante a discussão do Orçamento do Estado para 2019. Não desistiremos de pôr fim a esta injustiça a que os jovens dos Açores estão sujeitos quando têm de cumprir pena no exterior da Região”.