PSD/Açores reafirma necessidade de “reestabelecer confiança” no transporte marítimo de passageiros
Publicado em 05 de Setembro, 2018

O deputado do PSD/Açores Luís Garcia reafirmou a necessidade de se reforçar a segurança e “reestabelecer a confiança” na operação de transporte marítimo de passageiros, na sequência dos acidentes ocorridos nos últimos anos nas ilhas do Triângulo.

“Após avultados investimentos em infraestruturas portuárias e a aquisição de novos navios, aconteceram, paradoxalmente, alguns acidentes e incidentes. Esta operação está confrontada com novos problemas e novos desafios. Importa agir para reestabelecer a confiança dos passageiros na operação e reforçar a segurança”, disse o deputado, à margem dos trabalhos da comissão parlamentar de Economia.

O parlamentar do PSD/Açores falava após a audição da secretária regional dos Transportes e Obras Públicas sobre um projeto de resolução dos social-democratas, que recomenda ao governo a realização de um estudo sobre a operacionalidade dos portos de passageiros, prioritariamente os das ilhas do Triângulo.

“O PSD propõe a realização de um estudo que, por um lado, defina as condições de operacionalidade, em termos meteorológicos e de agitação marítima, para cada porto da Região. E, por outro, que avalie os meios existentes, ou a implementar em cada porto, para fornecer informação técnica e fiável aos mestres, no momento em que têm de decidir sobre as operações”, explicou.

Segundo Luís Garcia, com esta iniciativa o PSD/Açores pretende “dar um contributo sério e positivo para reforçar a segurança na operação de transporte marítimo de passageiros na Região, em especial no Triângulo”.

O deputado social-democrata acrescentou que o PSD/Açores está aberto a eventuais alterações à iniciativa, desde que a proposta “não seja desvirtuada” e mantenha os objetivos de “reforçar a segurança e contribuir para reestabelecer a confiança dos passageiros na operação”, nomeadamente nas ilhas do Triângulo, onde o transporte marítimo de passageiros tem “especial significado e importância”.