Partido Socialista recorre a “mentiras e falsidades” para fazer “chicana política”
Publicado em 15 de Maio, 2018
A deputada do PSD/Açores Mónica Seidi lamentou hoje que o grupo parlamentar socialista recorra a “mentiras e falsidades” para fazer “chicana política”, em vez de apresentar iniciativas a favor dos açorianos.
“O grupo parlamentar do PS/Açores tem falta de iniciativas políticas. Prefere usar os seus recursos a elaborar votos com base em mentiras e falsidades, em vez de estar preocupado com o futuro das açorianas e açorianos”, afirmou a parlamentar social-democrata, na Assembleia Legislativa dos Açores.
A deputada do PSD/Açores, que falava num debate sobre as regras de distribuição de parte das receitas dos jogos sociais pelas regiões autónomas, considerou que as acusações feitas pela maioria socialista acerca deste assunto constituem um “claro exemplo de chicana política, cujo único objetivo é atingir e denegrir o trabalho do PSD/Açores e dos seus deputados na Assembleia da República”.
“Não está em causa, nem nunca esteve o destino destas verbas. O PSD/Açores concorda com a transferência destas verbas para a Região. Discordamos é da origem dos montantes. Depois das tragédias causadas pelos incêndios no ano passado, como se justifica que se retirem verbas à Proteção Civil?”, questionou a parlamentar social-democrata.
Segundo Mónica Seidi, “seria mais sensato que se retirassem antes essas verbas dos gabinetes dos ministros e daquilo que gastam em assessorias”.
“Não contem connosco para compactuar com tamanha inverdade, demagogia e falsidade, quando o que os senhores deputados do Partido Socialista pretendem é tirar proveitos políticos com base em mentiras”, disse.
Recorde-se que o direito dos Açores e da Madeira a receberem parte das receitas dos jogos sociais foi consagrado em 2013, na revisão da Lei das Finanças das Regiões Autónomas efetuada pelo governo da República PSD/CDS-PP.