Carcaças – Opinião de João Bruto da Costa
Publicado em 23 de Abril, 2018

Em plenário da Assembleia Regional, do alto da bancada do Governo, o Secretário da Agricultura proclamou que “ao longo desses últimos anos exportava-se carcaças em vida”, assim mesmo: “carcaças em vida”.

Certamente que por ação deste Governo, em especial do Engenheiro João Ponte, agora as carcaças já não se exportam “em vida”, o que nos faz pensar que terá sido através de algum impulso eletrotécnico – ou não fosse essa a área de formação do governante – que as carcaças passaram a ser exportadas como deve ser, isto é, como carcaças.

Estamos perante quem, sabendo aparentemente muito da sua “poda”, a aplica com distinção a uma área para a qual já demonstrou estar em permanente “formação”.

Fica o Engenheiro João Ponte com o mérito do Secretário da Agricultura que transformou as “carcaças em vida” em simples carcaças.

Ficamos por demais esclarecidos: com um engenheiro eletrotécnico, a agricultura dos Açores passou a exportar carcaças como deve ser, pelo que aguardamos novas medidas inovadoras de um governante que não cessa de nos surpreender.