PSD/Açores alerta para “pouca fiabilidade” de estatísticas sobre economia regional
Publicado em 09 de Março, 2018

O PSD/Açores alertou hoje para “pouca fiabilidade” das estatísticas sobre a economia regional, alegando que as “discrepâncias” nas correções feitas pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA) “inviabilizam qualquer análise séria e consistente”.

“O valor do crescimento do PIB em 2015 nos Açores foi corrigido de 1,7 para 3 por cento. O de 2016 foi corrigido de 2,1 para 1,6 por cento. Estas discrepâncias inviabilizam qualquer análise séria e consistente sobre a economia regional”, afirmou o deputado social-democrata António Vasco Viveiros.

Para o parlamentar do PSD/Açores, estas alterações aos dados do PIB da Região levadas a cabo pelo SREA são reveladoras da “pouca fiabilidade” das estatísticas sobre a situação da economia açoriana.

“Ainda que sejam sempre referidos nos boletins trimestrais como dados provisórios, não é aceitável que as correções feitas pelo SREA consubstanciem valores que em termos relativos são tão significativos”, disse.

Nesse sentido, António Vasco Viveiros anunciou que o grupo parlamentar do partido vai “solicitar, através de requerimento, os necessários esclarecimentos ao SREA e ao governo regional sobre as discrepâncias em causa”.

“Esta situação, a par de outras, vem reforçar a necessidade de alterar o funcionamento do SREA, que depende da vice-presidência do governo regional. O SREA deve passar a constituir um instituto independente e com um presidente eleito por uma maioria de dois terços do parlamento”, frisou.

O deputado social-democrata acrescentou que “importa, acima de tudo, afastar qualquer suspeita que possa existir acerca da informação estatística a que os açorianos têm acesso”.

O parlamentar do PSD/Açores lamentou ainda a “tentativa desesperada do Partido Socialista de confundir os açorianos”.

“O desespero do Partido Socialista é tal que acabou por desmentir-se a si próprio. No ano passado, o PS usou os dados provisórios da evolução do PIB para se autoelogiar. Agora, critica a utilização desses mesmos dados pelo PSD”, disse.

Segundo António Vasco Viveiros, “o Partido Socialista não dedica uma única palavra ao facto essencial: em 2017, a economia dos Açores cresceu bastante menos do que no país e do que na média da União Europeia, afastando-se do objetivo da convergência”.

“O Partido Socialista, na ânsia de iludir a realidade e os açorianos, ao acusar o PSD/Açores de ter errado, através de um comunicado do deputado Carlos Silva, esqueceu-se que estava afinal a desmentir o vice-presidente do governo, Sérgio Ávila, e o presidente do grupo parlamentar do PS, André Bradford”, sublinhou.

O parlamentar do PSD/Açores recordou que, em junho de 2017, “na pseudo-interpelação do PS ao governo sobre a economia regional, aquele governante e o presidente do grupo parlamentar do PS enalteceram a evolução da economia nos Açores, citando o crescimento de 2,1 por cento em 2016, que é precisamente um dos dados a que o PSD se referiu agora”.

“Entretanto, o SREA corrigiu os dados relativos ao PIB de 2016, para um crescimento de 1,6 por cento. E, então, com o desplante que lhe é habitual, resolveu o grupo parlamentar do PS atacar o PSD por ter usado o valor antes da correção efetuada pelo SREA e que o PS tinha também usado no debate parlamentar de junho passado”, lembrou.