Governo da República tem de esclarecer o que pretende para a Base das Lajes
Publicado em 02 de Fevereiro, 2016

O deputado do PSD/Açores na Assembleia da República, António Ventura, questionou o ministro dos Negócios Estrangeiros sobre “as ações a desenvolver e as soluções pretendidas para a Base das Lajes”, considerando que “o Governo da República deve esclarecer o seu eventual pensamento estratégico e a sua ação programática face à importância da Base das Lajes, e ao que ela proporciona a Portugal e aos Açores”.

“Como é sabido, o programa de governo do PS não se refere à problemática da Base das Lajes, sendo mesmo totalmente omisso naquela matéria”, avançou o social-democrata, frisando que, “provavelmente, o governo omite essa temática, para não incomodar os seus parceiros de coligação, o BE e o PCP, sabendo-se que o BE sempre foi contra a presença de forças militares norte-americanas na Base das Lajes, que é uma base da NATO, contra a qual também já se pronunciou o PCP”.

“Os açorianos e os terceirenses têm, por isso, motivos para estarem preocupados”, adianta António Ventura, recordando que os Estados Unidos da América (EUA) “alteraram a sua utilização histórica da Base das Lajes, designadamente, com a redução dos contingentes de trabalhadores Portugueses e de forças militares norte-americanas”.

O deputado quis saber do governante se “o atual entendimento parlamentar, suportado por partidos que são contra a NATO e contra a presença de forças norte-americanas na Base das Lajes, poderá prejudicar a diplomacia com os EUA, no encontro das melhores soluções para a base”.

António Ventura pretende que o governo explique “o seu pensamento geostratégico e geopolítico sobre os Açores e, em concreto, sobre a Base das Lajes”, tudo isto “face à flagrante omissão no Programa do XXI Governo Constitucional sobre aquela temática, conforme referi”.

O deputado do PSD/Açores questionou ainda o ministro sobre “o ponto de situação diplomático, no tocante à possível instalação de um Centro de Inteligência na Base das Lajes”, uma vez que o Governo dos EUA “vai entregar, ao Congresso, até março, um relatório, avaliando a viabilidade operacional desse Centro de Análise e Informação nas Lajes”.

António Ventura lembrou que “existe um grupo de congressistas, liderado por Devin Nunes, um político de origem açoriana, que quer desviar aquela estrutura do Reino Unido”.