Duarte Freitas quer produtos agrícolas açorianos em todos os hipermercados do país
Publicado em 20 de Fevereiro, 2016

O presidente do PSD/Açores defendeu a adopção de medidas “imediatas” junto dos hipermercados e distribuidores para o escoamento dos stocks existentes de produtos açorianos, “pois só assim os Açores sairão do ciclo de esmagamento de preços a que estão submetidos”.

“Temos de ter produtos agrícolas regionais em todos os hipermercados do país”, afirmou Duarte Freitas.

O líder social-democrata falava num encontro com agricultores da ilha Terceira, promovido pela eurodeputada Sofia Ribeiro, onde considerou urgente “que se negoceie com os hipermercados, com a distribuição em Portugal e no estrangeiro”, referindo que é também necessária a criação “de novos produtos, que possam abranger novos mercados, e que conduzam a mais valias para os produtores da Região”.

Duarte Freitas revelou que pretende ver as associações agrícolas como “parceiras” de um governo regional liderado por si, de forma a “aliviar os serviços oficiais, que poderão ter funções renovadas”.

“Comigo como presidente do governo, podem contar com programas e projetos efetivos de proximidade com a lavoura, para que as organizações agrícolas tenham capacidade de prestar serviços efetivos aos agricultores, desburocratizando ações, e fazendo delas aliados dos lavradores”, frisou.

Sobre a atualidade do setor, o líder social-democrata lembrou que foi, “enquanto eurodeputado, colega do atual ministro da agricultura, Capoulas Santos”, tendo mantido com ele “diversas lutas, uma vez que Capoulas Santos era conivente com então ministro Jaime Silva, e com o que foi feito para acabar com o sistema de quotas leiteiras”.

“As pessoas podem já não se lembrar, mas fiz várias propostas no sentido contrário, alertando para as consequências negativas que esse fim teria para Portugal e para os Açores. Capoulas Santos defendeu então Jaime Silva, ministro de José Sócrates, e possivelmente o pior ministro da agricultura da nossa história”, disse Duarte Freitas.

Declarando-se como “um homem da lavoura”, Duarte Freitas mostrou-se “muito satisfeito” por poder pensar o setor junto das pessoas “que trabalham no campo, que conhecem as dificuldades e que podem apontar soluções”.

Por seu turno, Sofia Ribeiro deixou uma palavra de apreço “pelos contributos que a lavoura açoriana vai dando para o trabalho que desenvolvemos em Bruxelas”, e que se vai traduzindo “na criação de propostas que o PSD/Açores já está a aproveitar, e que visam essencialmente a valorização e a promoção dos produtos agrícolas da Região”.

A eurodeputada defendeu “um fortalecimento real de toda a cadeia do leite”, lembrando ter sido “a primeira pessoa nos Açores a reunir toda a fileira do leite numa mesma mesa”, pois só “muito unidos poderemos combater um lobbie que está instalado na distribuição e que desvaloriza o nosso setor leiteiro no exterior”.