Berta Cabral compromete-se a defender conservadores e oficiais dos registos
Publicado em 13 de Janeiro, 2016

A deputada do PSD/Açores à Assembleia da República, Berta Cabral, comprometeu-se a recomendar ao governo da República a reposição dos benefícios que os conservadores e oficiais dos registos usufruíram até final de 2012 e que foram depois suspensos pelo memorando de assistência financeira assinado pelo governo regional dos Açores.

A vice-presidente do grupo parlamentar social-democrata no parlamento nacional, que reuniu com a Conservadora do Registo Civil e Predial de Ponta Delgada, salientou que a reposição desses benefícios, nomeadamente o subsídio de fixação, é “inteiramente justificada” neste momento, dado que “a ‘Troika’ já saiu do país e Portugal deixou de estar sob assistência financeira”.

Berta Cabral comprometeu-se igualmente a recomendar ao governo da República o preenchimento das muitas vagas para conservadores e oficiais dos registos existentes nos Açores, dado que estes serviços “funcionam com muito menos de metade da sua capacidade e em algumas ilhas nem sequer há conservadores”.

Segundo a deputada do PSD/Açores à Assembleia da República, estas situações “penalizam, por um lado, os conservadores e oficiais dos registos que queiram trabalhar na Região e, por outro, os cidadãos e as empresas do arquipélago”.

Berta Cabral reafirmou ainda a sua “total disponibilidade” para receber os cidadãos nas delegações parlamentares de todas as ilhas, dando assim cumprimento ao compromisso eleitoral de “proximidade e diálogo permanentes com os açorianos”.