Agitadores – Opinião de Hermano Aguiar
Publicado em 11 de Janeiro, 2016

Há colunistas da nossa praça pública, conotados com a esquerda socializante, que continuam a ver na globalização, na União Europeia e no anterior governo da república a fonte de todos os males que afetam os Açores.

Como se a globalização tivesse algo a ver com a “destruição” da SATA pelo governo regional.

Como se a União Europeia fosse culpada pela pobreza em que vive 71% das famílias açorianas, que contam com menos de 530 euros mensais; a mesma União Europeia que nos enviou, entre 2000 e 2013, mais de 2.600 milhões de euros.

Como se Passos Coelho tivesse algo a ver com o facto de os Açores terem a mais alta taxa de analfabetismo do país.

Agora, cavalgando a onda de uma governação da república feita de acordos diários entre socialistas, trotskistas e comunistas, esperam o paraíso, em 2016. Porque agora a “contabilidade” deixou de se sobrepor à política.

Puro engano, que o tempo se encarregará por demonstrar: o nosso destino, por muitos e bons anos, é a contenção da despesa e ter muito juizinho. É do interesse de todos que os responsáveis políticos interiorizem isto. E deixem as “fantasias” aos agitadores de campanhas, catapultados para políticos profissionais.