PSD/Açores questiona governo regional sobre manutenção de caminhos agrícolas
Publicado em 07 de Dezembro, 2015

O PSD/Açores questionou o Governo Regional sobre “a capacidade real da tutela para a manutenção dos caminhos agrícolas e florestais”, uma vez que a mesma é realizada, “maioritariamente, por entidades governamentais, designadamente o IROA e os Serviços Florestais”.

Num requerimento enviado à Assembleia Legislativa dos Açores, o deputado social-democrata Renato Cordeiro explica que se têm verificado atrasos na limpeza “de algumas vias agrícolas, sendo exemplos mais gritantes o caminho das Amoreiras, na Ajuda da Bretanha, a estrada regional da Caldeira, no Faial, e o caminho da Granja, nas Lajes do Pico, entre muitos outros”.

“Assim, queremos saber de que meios humanos e técnicos dispõe o Governo Regional em cada ilha dos Açores para fazer essa manutenção, bem como a verdadeira dimensão e o estado do parque de máquinas existentes para o efeito”, explica.

O deputado do PSD/Açores acrescentou que, “queremos também saber que trabalhadores estão afetos ao serviço, e quantos pertencem a programas de ocupação temporária”, diz Renato Cordeiro, que pediu igualmente informações sobre “a disponibilidade do governo para celebrar acordos de cooperação com as freguesias, visando a limpezas dos caminhos agrícolas”.

“Os atrasos verificados na manutenção e nas limpezas tem dificultado a passagem das viaturas dos agricultores, e também penalizam quem utiliza aqueles caminhos com fim turístico”, frisa o parlamentar, lembrando que “a Agricultura está sempre presente na nossa paisagem e nos caminhos por onde circulamos”, refere.

“Com outro tipo de cuidados será possível fornecer uma outra imagem a quem nos visita, aliada ao melhor desempenho de quem precisa de aceder às suas explorações agrícolas”, concluiu Renato Cordeiro.