Governo de Passos Coelho transferiu 26 milhões para os Açores por conta da Base das Lajes
Publicado em 17 de Dezembro, 2015

O deputado à Assembleia da República pelo PSD/Açores, António Ventura, lembrou que o anterior Governo da República, “liderado por Pedro Passos Coelho, transferiu cerca de 26 milhões de euros de fundos estruturais, por adiantamento, para o Governo dos Açores, para apoiar projetos de desenvolvimento. Sem fazer publicidade disso”, sublinhou.

O parlamentar social-democrata falava durante a discussão de uma proposta de majoração dos apoios sociais pelos impactos negativos da redução do contingente laboral na Base das Lajes, uma iniciativa que, disse, “incorre num erro e ilude quem a lê, pois descarrega toda a desgraça social e económica da Terceira sobre a Base das Lajes”.

“Os problemas da Ilha Terceira não se resumem à Base das Lajes”, afirmou Ventura, reforçando que “esta iniciativa representa uma migalha relativamente ao que já foi realizado solidariamente pelo Governo PSD/CDS-PP, que ganhou as eleições e foi derrubado neste Parlamento”.

O deputado acusou o PS de ser “o culpado da desgraça que se vive nos Açores e na Terceira, pois é quem nos tem governado na Região. Ao PS ao não faltou dinheiro, estabilidade, nem tempo. Desde 2000, dispôs de 2,6 mil milhões de euros de transferências da União Europeia e governou com maiorias absolutas”, recordou.

“Se o Governo dos Açores tivesse realizado o que prometeu para a Terceira nestes últimos anos não era preciso este Plano. Que não pode ser uma forma de branquear e desresponsabilizar a governação do PS na Região”, frisou.

Segundo António Ventura, “o problema não é a falta de um Plano para a Terceira, mas sim a falta de um Plano para os Açores”.

O social-democrata reforçou que “a economia da Ilha Terceira não existe, está moribunda e sem esperança no futuro. Temos na Terceira uma grave crise, à qual, infelizmente, se acrescentam os impactos negativos da decisão dos EUA”.

“Afinal, temos um Governo Regional do PS que esquece sistematicamente a Ilha Terceira, e na sua governação temos tido os piores resultados sociais e económicos da história da Autonomia dos Açores”.

António Ventura não deixou de criticar diretamente o falhanço do atual líder da bancada do PS, Carlos César, “que foi presidente do governo açoriano, e deixou a Região como se sabe. Agora, vamos ver como Carlos César, com os seus novos amigos, o BE e o PCP, vão deixar o país”, alertou.

Os deputados eleitos pelo PSD/Açores na Assembleia da República, Berta Cabral e António Ventura, já adiantaram que vão, no entanto, votar favoravelmente a iniciativa discutida esta tarde.