Governo não cumpre promessas para Proteção Civil dos Açores
Publicado em 01 de Dezembro, 2015

O PSD/Açores criticou as opções do Governo Regional no setor da Proteção Civil, considerando que, “num momento de avaliação de tudo o que aconteceu ao longos destes últimos três anos, encontramos uma execução miserável, e o governo do PS a não conseguir concluir nenhum dos investimentos com que se tinha comprometido com os açorianos”.

“É factual falarmos em três anos de uma execução vergonhosa, com taxas de execução ridículas”, avança o social democrata, para quem o Plano e Orçamento para 2016 “não acrescenta rigorosamente nada aos Açores em termos de Proteção Civil, pois vem simplesmente anunciar aquilo que já foi anunciado inúmeras vezes”, afirmou o deputado social-democrata Bruno Belo.

Segundo Bruno Belo, “o PS quer fazer dos açorianos esquecidos, ou até ignorantes, mas não nos esquecemos de que se andou durante três anos a anunciar a substituição da rede de comunicações da Proteção Civil, sem hoje isso seja uma realidade. Os açorianos também sabem que se anunciou durante três anos a construção do quartel dos Bombeiros da Povoação, e não foi verdade. Para não falar também da remodelação do quartel dos Bombeiros de Santa Cruz das Flores”, exemplificou.

O deputado do PSD/Açores recordou que “foi promessa eleitoral a implementação de equipamentos de Suporte Imediato de Vida em todas as ilhas. Mas o governo vem agora dizer que só será possível implementar a segunda viatura na Ilha do Pico, uma viatura que será adquirida pelos três municípios picoenses, com a condição de primeiramente ser explicada qual a reestruturação do Serviço Regional de Saúde para aquela ilha”.

Bruno Belo considerou que o Governo Regional “devia ter feito do Plano para 2016 um documento sério, que permitisse aos açorianos terem confiança no futuro. O que foi apresentado, e que o governo do PS nem quis discutir, não nos merece a mínima credibilidade, nem dá esperança aos açorianos de que os próximos tempos serão melhores”.

“Estamos a ser enganados há 20 anos, e consecutivamente enganados. Não nos podemos conformar, e não tarda o PS voltará a fazer discursos bonitos, mas que não verdadeiros”, concluiu o parlamentar eleito pela Ilha das Flores.