Irresponsabilidade – Opinião de Hermano Aguiar
Publicado em 30 de Novembro, 2015

O relatório de contas do Hospital de Ponta Delgada denuncia que “no final de 2014 estavam por liquidar o último quadrimestre das contribuições da Caixa Geral de Aposentações, o IRS e a Segurança Social referentes ao último trimestre do ano, e as prestações à ADSE de julho a dezembro”. Isto é, reteve-se as contribuições dos funcionários por falta de dinheiro para as liquidar.

Este é o retrato mais fiel da saúde das finanças regionais.

Os açorianos já sabiam que o governo de Ávila e Cordeiro não se inibia e de usar muitas empresas regionais para, não lhes pagando, a tempo e a horas, o dinheiro que lhes deve, fazer de conta que as finanças regionais estão de boa saúde. Levando, assim, muitas empresas à falência e ao despedimento de trabalhadores.

Ficamos a saber, agora, que este mesmo governo regional até usa o dinheiro dos funcionários do maior hospital da Região, pondo em perigo a relação dos trabalhadores perante a segurança social e o fisco, para fazer de conta que a saúde das finanças regionais está boa.

Esta manobra, este modo de usar o dinheiro dos outros, pondo em risco a saúde financeira das empresas e, agora, também das pessoas, tem um nome: irresponsabilidade.