Povoação precisa de nova escola com “urgência”
Publicado em 20 de Outubro, 2015

O PSD/Açores considerou “fundamental” que o Governo Regional inicie, “com urgência”, o processo de construção de uma nova escola secundária na Povoação.

Segundo a proposta social-democrata que deu entrada no Parlamento, a urgência prende-se com o facto de o atual edifício “não corresponder aos padrões de funcionalidade e qualidade que hoje são exigidos a um estabelecimento de ensino”.

“Além disso, são ali evidentes os constrangimentos, e por vezes os problemas de segurança para alunos e professores, como aconteceu há menos de um ano com a cobertura do ginásio”, refere o deputado Joaquim Machado.

Segundo o social-democrata, a recente petição que foi apresentada à Assembleia Legislativa dos Açores diz bem “da vontade de pais e encarregados de educação quanto à construção de um novo edifício. Com efeito as salas são exíguas, o laboratório não passa de uma sala normal, sem o equipamento específico e os meios de segurança exigidos por lei”.

“Além disso, as instalações desportivas não reúnem as condições mínimas para a prática de qualquer modalidade, e são insuficientes para albergar toda a população escolar, circunstância que obriga os alunos a atravessar a vila, até ao ginásio municipal, à mercê de vários perigos e das sempre imprevistas condições climatéricas”.

“A atual escola também não possui salas próprias e devidamente dimensionadas para Educação Musical, Educação Tecnológica, nem para o ensino das TIC”, sublinha o deputado.

Na sequência da proposta do PSD/Açores, os deputados da Comissão de Assuntos Sociais visitam esta quarta-feira a escola básica e secundária da Povoação, onde reunirão com o respetivo órgão de gestão e associação de pais e encarregados de educação. Na deslocação àquela vila os deputados terão também oportunidade para ouvir o presidente da câmara municipal.

“Em julho passado”, recorda Joaquim Machado, “quando o Parlamento apreciou uma petição subscrita por 1163 signatários, o Partido Socialista rejeitou a proposta do PSD/Açores para audição do órgão executivo da escola e bem assim de Carlos Ávila. Desta vez, confrontado com o projeto de resolução social-democrata e nova proposta de audição daquelas entidades a audição foi viabilizada”, esclarece.

Para o deputado do PSD/Açores, “está na hora de o PS cumprir a promessa feita em março de 2012”.