Maior coleção sobre Vulcão dos Capelinhos retirada do Faial
Publicado em 20 de Outubro, 2015

O PSD/Açores questionou o Governo Regional sobre o facto de “a maior e mais representativa coleção sobre o Vulcão dos Capelinhos estar em São Miguel, concretamente na Lagoa, onde é uma das grandes atrações do Observatório Vulcanológico dos Açores”.

Em requerimento enviado à Assembleia Legislativa dos Açores, os parlamentares social-democratas eleitos pelo Faial, Luís Garcia e Jorge Costa Pereira, pretendem que a tutela confirme “a dimensão dessa coleção, explicando as razões para que a mesma não esteja no Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos”.

Os deputado baseiam as suas dúvidas na afirmação do vulcanólogo Victor Hugo Forjaz, e lembram uma reportagem, publicada no Jornal “Correio dos Açores”, no dia do 58º aniversário da erupção do Vulcão dos Capelinhos, onde se explica “que há cerca de dois anos, a Direção Regional da Ciência patrocinou a construção de umas prateleiras bonitas no Observatório Vulcanológico, e a coleção do Vulcão dos Capelinhos ficou na Lagoa, não estando no Centro Interpretativo, no Faial, porque não foi manifestado esse interesse e foi tudo para São Miguel”, cita Luís Garcia.

O social-democrata considera que “tudo isto causa estranheza junto dos faialenses, pois seria natural e expetável que, após o investimento estratégico realizado no Centro Interpretativo do Vulcão dos Capelinhos, uma coleção daquela natureza lá estivesse presente”, explica.

E acrescenta que “também é sintomático que, até hoje, o Governo Regional, que é sempre tão célere em esclarecimentos, nada tenha dito sobre o seu envolvimento na referida operação, conforme indicia a notícia”.

“Queremos que o Governo Regional esclareça se não seria natural que aquela coleção estivesse no Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos, se efetivamente houve falta de interesse em que isso acontecesse, e se está disponível para apoiar o regresso da mesma ao Faial, colocando-a naquela estrutura”, conclui Luís Garcia.