Duarte Freitas analisa Plano e Orçamento com açorianos de todas as ilhas
Publicado em 30 de Outubro, 2015

O presidente do PSD/Açores concluiu, no Pico, um périplo, iniciado no dia 13 de outubro, na Graciosa, para ouvir os açorianos de todas as ilhas sobre o Plano e Orçamento para 2016, e que percorreu as nove ilhas da Região.

Duarte Freitas, que já tinha efetuado este trabalho de proximidade em 2014, referiu que “este ano, foi notória uma maior apetência dos cidadãos para participarem e apresentarem as suas posições, num espírito de cidadania, que temos de sublinhar”.

O líder social-democrata considerou que, “após reunirmos com centenas de pessoas, estou certo de que este processo de auscultação foi determinante para guiar a nossa abordagem política ao Plano e Orçamento da Região Autónoma dos Açores”, referiu.

Para Duarte Freitas, “em ilhas dispersas e comunidades pequenas, é fundamental ter a capacidade de, olhos nos olhos, estar com os cidadãos, dando expressão a um diálogo que fundamenta a política em que se deve sustentar a Autonomia, isto é, a governação dos açorianos pelos açorianos”.

Segundo referiu, as preocupações mais frequentes, “que nos foram transmitidas ao longo destas semanas”, prendem-se “com a falta de emprego, a dificuldade no acesso aos cuidados de saúde, nomeadamente as listas de espera para consultas e cirurgias, assim como a difícil situação que atravessa a lavoura açoriana”, explicou.

“Encontramos mais gente e tivemos mais contributos. Isso revela as preocupações existentes face ao futuro da Região”, avançou Duarte Freitas, lamentando “que não tenhamos, em 2016, um Plano Regional de Investimentos Participativo, como propusemos mas, na sua impossibilidade, o trabalho do PSD/Açores resultará num plano de investimentos verdadeiramente participado pelos açorianos”, garantiu.

“Ainda não foi desta que os açorianos tiveram essa oportunidade de contribuir diretamente para as opções do Plano e Orçamento, porque o governo regional e o PS não quiseram, mas não desistimos. E as propostas que o PSD/Açores vai apresentar serão fruto do que nos transmitiram as forças vivas de cada uma das nove ilhas”, disse.

O presidente do PSD/Açores reforçou que o partido “quer ser o porta-voz dos anseios e dos objetivos dos açorianos para 2016. Sendo o Orçamento Regional essencial para a nossa economia ouvimos, e continuaremos a ouvir, as famílias, as empresas e as instituições açorianas sobre o destino a dar aos dinheiros públicos na Região”, concluiu.