Caminhos agrícolas e florestais com atrasos na manutenção e limpeza
Publicado em 08 de Outubro, 2015

O PSD/Açores denunciou atrasos na manutenção e limpeza “de diversos caminhos agrícolas da Região”, pelo que o deputado Renato Cordeiro pediu informações à tutela sobre “os meios humanos e técnicos que o Governo Regional possui, ilha a ilha, para essa manutenção”.

O parlamentar social-democrata enviou um requerimento à Assembleia Legislativa, no qual quer saber “a dimensão e o estado do parque de máquinas existente para aquelas tarefas”, lembrando que a manutenção dos caminhos agrícolas “é realizada maioritariamente por entidades governamentais, como o IROA e os Serviços Florestais”, explica.

Renato Cordeiro refere atrasos na limpeza de algumas vias agrícolas, “sendo exemplos o caminho das Amoreiras na Ajuda da Bretanha, em São Miguel, a estrada regional da Caldeira na ilha do Faial, ou o caminho da Granja nas Lajes do Pico, entre muitos outros”.

“Esses atrasos têm dificultado a passagem das viaturas dos agricultores, penalizando também quem utiliza os caminhos com fins turísticos”, salienta Renato Cordeiro.

“Numa região como os Açores, onde a agricultura está presente na paisagem e nos caminhos por onde circulamos, é possível fornecer uma outra imagem. Daí que queiramos saber se as entidades oficiais possuem recursos humanos e maquinaria apropriada à manutenção dos caminhos agrícolas”, sublinha.

Renato Cordeiro quer também informações sobre os trabalhadores daqueles serviços “que estão afetos às entidades referidas, e quantos pertencem a programas de ocupação temporária”, bem como pede que a tutela esclareça “se está disponível para celebrar acordos de cooperação com as freguesias para a limpeza dos já citados caminhos agrícolas”, conclui.