Votar PSD nos Açores é “dar força a Passos Coelho”
Publicado em 27 de Setembro, 2015

A cabeça-de-lista do PSD/Açores à Assembleia da República afirmou que os eleitores açorianos que pretendam “dar força a Passos Coelho” devem votar PSD, alegando que o voto noutros partidos “é votar António Costa”.

“Nos Açores temos que dar força ao PSD para darmos força a Passos Coelho. Só assim poderemos continuar a ter o nosso primeiro-ministro a conduzir Portugal e a consolidar o crescimento económico, para que possamos ter mais riqueza, emprego e estabilidade”, afirmou Berta Cabral, durante um comício em Santa Cruz da Graciosa.

Para a candidata social-democrata, nas eleições legislativas nacionais de 4 de outubro está em causa a escolha do primeiro-ministro de Portugal, sendo a escolha “muito simples” para os eleitores açorianos.

“[Nas próximas eleições] a escolha é muito simples. É uma escolha entre António Costa, que significa o passado e a falência do país, ou Passos Coelho, que permite que Portugal continue a andar para a frente”, disse.

Berta Cabral salientou que o voto no PSD e em Passos Coelho representa “um caminho de credibilidade, responsabilidade, mais crescimento económico e criação de emprego”, enquanto que António Costa tem mostrado “ser uma desilusão, até para os próprios socialistas”.

A cabeça-de-lista do PSD/Açores alertou ainda para os “perigos” de haver uma maioria de esquerda, tendo lembrado que o Partido Socialista de António Costa “já se mostrou disponível para fazer entendimentos com o PCP e o Bloco de Esquerda”.

“Mas alguém compreende que se façam entendimentos para o governo com partidos que são contra a Europa e contra o Euro? Portugal é um país que não troca a sua identidade europeia por esquerdismos e radicalismos”, questionou.

Berta Cabral acrescentou que nas eleições de 4 de outubro está igualmente em causa o futuro da Região, alegando que “quando o país está bem os Açores estão bem”.