Recuperação económica de Portugal permitirá reforçar combate às desigualdades sociais
Publicado em 22 de Setembro, 2015

A cabeça de lista do PSD/Açores à Assembleia da República afirmou que “o reforço das verbas para a intervenção social” vai marcar a próxima legislatura, “numa prova clara da recuperação que Portugal atravessa, e que nos permitirá levar a cabo esse aumento dos apoios sociais”.

“A recuperação económica que Portugal conseguiu é que permitirá reforçar o combate às desigualdades sociais”, afirmou Berta Cabral.

A candidata falava na ilha de São Jorge, após visitar a fábrica de lacticínios da Uniqueijo e a Casa de Repouso João Inácio de Sousa, nas Velas, onde referiu que, “para além da criação de emprego, e da continuação do crescimento económico, um dos grandes desafios do próximo mandato do primeiro ministro Pedro Passos Coelho é o combate às desigualdades sociais”.

A candidata social-democrata frisou que “não é com cortes, como propõe o Dr. António Costa, de retirar 1000 milhões de euros da Segurança Social para colocar na reabilitação urbana, que se vão resolver os problemas sociais”.

“Foi preciso muito trabalho, muita tenacidade, muita coragem e capacidade de sacrifício para relançar a nossa economia, e novamente poder ajudar quem mais precisa de uma forma sustentada. Não podemos ir atrás de ilusões”, afirmou.

“O país não pode correr riscos, e temos de continuar esta recuperação, porque só assim é que os sacrifícios que foram feitos terão valido a pena”, disse Berta Cabral.

“Infelizmente, e por força da governação socialista, Portugal foi colocado num buraco sem fundo, em 2011”, lembrou Berta Cabral, pelo que “as eleições do próximo dia 4 de outubro apresentam-se com uma importância fundamental, pois é preciso que não voltemos atrás, que não voltemos à estaca zero”, afirmou.

“Temos o desemprego a baixar, temos o crescimento económico a chegar a 1,5% do PIB, o que já não acontecia há muitos anos, temos as exportações a atingir 40% do PIB, temos uma média de 108 empresas a surgirem todos os dias. São tudo dados factuais e que facilmente se comprovam junto de cada português”, explicou a candidata do PSD/Açores.

“Contamos também com todos os açorianos para continuar a trilhar este percurso de sustentabilidade económica e de crescimento de Portugal. É a única forma de fazer valer o trabalho efetuado, de forma consciente e a bem dos portugueses e dos açorianos. Porque o nosso compromisso foi firmado com todos eles”, concluiu Berta Cabral.