Partido Socialista “andou a brincar” com fim das quotas leiteiras
Publicado em 26 de Setembro, 2015

A cabeça-de-lista do PSD/Açores à Assembleia da República afirmou que o Partido Socialista “andou a brincar” com fim do sistema de quotas leiteiras e que “virou as costas” aos lavradores açorianos.

“É sobre a agricultura que assenta a economia dos Açores. Por isso, é um assunto sério de mais para se brincar. O Partido Socialista andou anos a brincar com fim das quotas e agora abandona os agricultores à sua sorte, virando-lhes a costas e sem lhes dar a mão”, afirmou Berta Cabral, durante um comício na Ribeira Grande.

A candidata social-democrata recordou que os sucessivos alertas sobre o fim do sistema de quotas leiteiras foram ignorados pelos governos socialistas da Região e da República e lamentou que o governo regional ainda não tenhas tomado quaisquer medidas de apoio ao setor.

“Quando o governo da República liderado pelo PSD já apresentou medidas e a Comissão Europeia também, o governo regional do PS lavou as mãos como Pilatos”, disse.

Berta Cabral salientou que, além de medidas imediatas para o setor, como as que já foram tomadas pelo governo da República liderado por Passos Coelho e pela Comissão Europeia, são também necessárias propostas estruturais, nomeadamente reivindicar, junto da União Europeia, a existência de mais instrumentos de intervenção, de modo a compensar a perda de rendimento dos produtores de leite, e a criação de mecanismos de regulação da oferta e da procura.

“O primeiro-ministro Passos Coelho já se comprometeu a defender essas medidas estruturais em Bruxelas. É isso que ele vai fazer. E é por isso que é preciso votar no PSD e em Pedro Passos Coelho para que o setor da agricultura tenha a garantia que ele vai lutar e conseguir uma solução para os agricultores dos Açores”, afirmou Berta Cabral.