Nova utilização civil da Base das Lajes “está em andamento”
Publicado em 28 de Setembro, 2015

A cabeça-de-lista do PSD/Açores à Assembleia da República congratulou-se com o facto de “já estar em andamento” o processo que vai criar as novas condições de utilização civil da Base das Lajes.

“Ainda no passado dia 17 se realizou uma reunião com todos os intervenientes das operações civil e militar, que já deixou um conjunto de orientações valiosas para o trabalho que está em curso e que dará os seus frutos”, afirmou Berta Cabral.

A candidata social-democrata falava após um encontro com o Comandante da Zona Aérea dos Açores, onde lembrou que “o primeiro ministro Pedro Passos Coelho já tinha anunciado publicamente a intenção do Governo da República em incrementar e agilizar toda a operação civil na Base das Lajes, e é isso que está a ser feito”.

“Trata-se também de mitigar, de forma muito clara, a redução do efectivo militar americano nas Lajes, e as consequências económicas que isso terá na Ilha Terceira. Através do reforço nos projetos candidatos a fundos comunitários, com o compromisso de Lisboa no aumento dos fundos estruturais a eles destinados”, explicou.

“Na reunião do dia 17 estiveram a Força Aérea Portuguesa, a nova direção da aerogare civil, as companhias aéreas e serviços de segurança, o diretor regional dos transportes e as demais entidades ligadas ao processo, o que mostra a vontade existente para que se inicie um novo paradigma”, reforçou Berta Cabral.

A social-democrata disse ainda que, “nas medidas propostas pelo Governo da República, e que já foram apresentadas pelo primeiro ministro ao presidente do governo açoriano, garante-se o aumento das verbas do Orçamento do Estado a alocar à Região para projetos concretos, o processo da vinda das companhias lowcost, que está em negociação, e um novo estatuto fiscal para as empresas que se fixarem no perímetro do porto da Praia da Vitória”, referiu.

Berta Cabral lembrou que, “ao Governo Regional, cabe agora apresentar projetos que possam aceder aos fundos comunitários, que serão depois aprovados e terão também verbas próprias do Orçamento do Estado. Aguardamos que o Governo Regional apresente esses projetos concretos”, frisou.

“No que diz respeito ao porto da Praia da Vitória, há um dossier em preparação, e estamos prontos para que tudo fique acertado na próxima legislatura”, adiantou.

A candidata do PSD/Açores não deixou de enaltecer “o trabalho valoroso que a Força Aérea Portuguesa desempenha nos Açores”, nomeadamente através “de uma média anual de cerca de 200 evacuações aéreas, que agora também podem ser feitas diretamente para Lisboa”.

“Trata-se de um valor acrescentado nos cuidados que assistem aos açorianos. A Força Aérea Portuguesa tem sido essencial em termos de segurança, saúde e fiscalização, busca e salvamento, traduzindo-se em muitas vidas salvas. É uma missão que tem sido levada a cabo com muita dedicação e empenho”, concluiu.