Duas opções – Opinião de Hermano Aguiar
Publicado em 21 de Setembro, 2015

Os eleitores açorianos têm duas opções de governação do país à sua escolha: um governo liderado por Passos Coelho ou um governo presidido por António Costa. Escolher um ou outro significa votar PSD/A ou PS/A.

A variedade de candidaturas que constarão do boletim de voto, ora projetos quase pessoais, ora movimentos cívicos de participação política, é uma atitude saudável com a qual nos regozijamos. A nossa democracia açoriana anseia por pluralidade, por confronto de ideias e de projetos. Estamos demasiado dependentes da cadeira do poder. Estamos demasiados amorfos.

Mas o necessário debate e confronto de ideias não pode distrair-nos do que está realmente em causa nestas eleições para a Assembleia da República. De um lado, um projeto realista que tem vindo a tirar o país da “quase-bancarrota”, em que Sócrates nos deixou, evitando uma situação turbulenta estilo Grécia; por outro, um governo presidido por António Costa que iria apoiar-se na extrema esquerda utópica, apoiante dos Syrizas deste mundo, prometendo regalias que as nossas magras finanças não suportam.

São duas as opções consequentes que os açorianos têm pela sua frente. Com todo o respeito pelas demais.