Duarte Freitas exige medidas ao governo regional para setor do leite
Publicado em 22 de Setembro, 2015

O presidente do PSD/Açores exigiu que o governo regional tome medidas para compensar os lavradores açorianos pela redução do preço do leite, em vez de continuar a apresentar “desculpas”.

“Impõe-se que existam medidas de política agrícola regional e não apenas desculpas. O governo regional tem que se decidir, de uma vez por todas, a avançar com o observatório para o leite, com o lóbi dos agricultores açorianos em Bruxelas e com o reforço substancial [de verbas para o setor] no Plano e Orçamento”, afirmou Duarte Freitas, após visitar uma exploração agrícola na freguesia da Fajã de Cima, concelho de Ponta Delgada.

O líder dos social-democratas açorianos salientou que o reforço de verbas no Plano e Orçamento da Região para 2016 é necessário para que “as medidas no âmbito dos apoios financeiros aos agricultores possam ser compensatórias na crise que vivemos”.

Em relação aos 4,8 milhões de euros de ajudas comunitárias para apoiar o sector do leite em Portugal, Duarte Freitas considerou que “mesmo que viessem todo esse dinheiro para os Açores, tal não seria suficiente”, tendo por isso defendido serem necessárias medidas por parte do governo regional.

“As medidas tomadas por Bruxelas são insuficientes. Algumas medidas tomadas pelo governo da República têm um alcance que poderá não atingir os Açores. E mesmo que os 4,8 milhões de euros destinados a Portugal viessem todos para os Açores, isso não era suficiente para acomodar o impacto da crise do setor leiteiro e laticínios”, sublinhou.

Para o presidente do PSD/Açores, só com medidas de âmbito regional a lavoura açoriana poderá enfrentar a crise atual.

“Só com medidas do governo regional e com investimentos de reestruturação de médio longo prazo é que podemos enfrentar esta crise, resolvendo os problemas imediatos e preparando-nos para o futuro próximo”, afirmou Duarte Freitas.