Berta Cabral defende medidas regionais para setor do leite
Publicado em 23 de Setembro, 2015

A cabeça-de-lista do PSD/Açores à Assembleia da República defendeu que devem ser tomadas medidas na Região para compensar a “enorme perda de rendimento” dos produtores de leite, lembrando que o governo da República já tomou decisões nesta matéria.

“São precisas medidas conjunturais regionais para ajudar os nossos agricultores. A nível nacional já foram tomadas algumas medidas importantíssimas, às quais a Federação Agrícola dos Açores se mostrou favorável. Agora é preciso tomar medidas a nível regional rapidamente”, afirmou Berta Cabral, após uma visita à Cooperativa do Bom Pastor, na ilha de São Miguel.

A candidata social-democrata recordou algumas da medidas já tomadas pelo governo da República para o setor da produção de leite, como a isenção do pagamento de contribuições à Segurança Social durante três meses e a antecipação das ajudas da Política Agrícola Comum para outubro.

“Existe também a vontade [do governo da República] de suspender o pagamento especial por conta para os agricultores”, referiu.

Berta Cabral sublinhou que, além destas medidas de caráter “conjuntural”, são também necessárias propostas “estruturais” para o setor, nomeadamente “reivindicar, junto da União Europeia, a existência de mais instrumentos de intervenção, de modo a compensar a perda de rendimento dos produtores de leite e o estabelecimento de mecanismos de regulação da oferta e da procura”.

“O primeiro-ministro Pedro Passos Coelho já se comprometeu a defender essas medidas estruturais junto de Bruxelas. É isso que ele vai fazer. E é por isso que é preciso votar no PSD e em Pedro Passos Coelho para que o setor da agricultura tenha a garantia que ele vai lutar e conseguir uma solução para os agricultores do país e, em particular dos Açores”, concluiu Berta Cabral.