Participar – Opinião de Hermano Aguiar
Publicado em 15 de Junho, 2015

Os 40 anos de vivência de Autonomia democrática puseram a nu a falta de responsabilização governamental. Por vezes, roça-se a total impunidade. Atuam como se fossem donos e senhores dos bens públicos. Em boa parte, resultado da fraca participação e corresponsabilização da sociedade civil no processo de tomada de decisão politica, com a consequente falta de transparência.

Ainda temos um Serviço Regional de Estatística cuja credibilidade e transparência em muito se assemelha às das instituições congéneres dos ditos países do terceiro mundo. Necessitamos de um serviço de estatística independente, credível, à semelhança do que se passa a nível nacional. Em prol de maior transparência e que seja um instrumento de ajuda às instituições, às empresas e aos cidadãos. E não um serviço de propaganda da governação do momento.

Precisamos de um Conselho Ecónomico e Social fora da tutela do governo regional e com um presidente eleito por maioria qualificada do parlamento regional. Para que seja um verdadeiro fórum representativo da vontade da sociedade civil e um forte contribuinte para uma maior transparência na gestão pública e exigência na prestação de contas.