Fernando Nascimento “não tem condições” para continuar na Portos dos Açores
Publicado em 04 de Junho, 2015

O PSD/Açores considerou que Fernando Nascimento “não tem condições” para ser reconduzido como presidente da administração da empresa pública Portos dos Açores, lembrando a “falha tão grave” que causou uma vítima mortal num acidente ocorrido no porto de São Roque do Pico.

“Aconteceu um acidente gravíssimo no porto de São Roque do Pico que vitimou um passageiro. O relatório sobre o acidente conclui que o cabeço que vitimou o passageiro não tinha um plano de manutenção há mais de 30 anos, tendo problemas de corrosão gravíssimos. E esse plano de manutenção era da responsabilidade da empresa Portos dos Açores”, afirmou o deputado social-democrata Jorge Macedo, à margem dos trabalhos da comissão parlamentar de Economia.

O deputado do PSD/Açores salientou que o gestor Fernando Nascimento, como “responsável máximo da Portos dos Açores” à data do acidente que provocou uma vítima mortal, não deve ser nomeado pelo governo regional para um novo mandato.

“O PSD/Açores entende que, com uma falha tão grave e com uma incompetência tão grave, Fernando Nascimento não tem quaisquer condições para ser reconduzido no cargo. Têm que ser apuradas responsabilidades, não só políticas, mas também técnicas para o que sucedeu. Fernando Nascimento não tem condições técnicas para continuar à frente da empresa Portos dos Açores”, sublinhou.